Presidente do Mogi Mirim diz que time não jogará mais a Série C

Presidente disse que não tem condições de pagar a dívida com o elenco

por Agência Futebol Interior

Mogi Mirim, SP, 12 (AFI) – O Mogi Mirim está fora do Campeonato Brasileiro da Série C. Minutos após a decisão pelo W.O diante do Ypiranga, pela 14.ª rodada, o presidente Luiz Henrique de Oliveira afirmou que o time paulista deixará a competição antes do término da primeira fase.

O dirigente afirmou não ter condições de quitar a dívida com o elenco. Mais do que isso, não encontra parceiros para ajudar o clube a ao menos terminar a competição. A decisão veio após reunião com demais dirigentes, além dos atletas terem exigido o pagamento da dívida para voltar a atuar com a camisa alvirrubra.

Na verdade, faltou competência a ele que, muitas vezes, se mostrou ambiciosos me possíveis parcerias. Quem tudo quer, anda tem.

Presidente confirmou Mogi fora da Série C
Presidente confirmou Mogi fora da Série C

ATRASO CONFIRMADO
Em entrevista ainda nas dependências do estádio Vail Chaves, o experiente meia Cristian confirmou que são sete meses de salários atrasados.

Que o clube não tem condições de sequer dar alimentação ao grupo no dia a dia.

“Alguns não recebem faz sete meses, outros cinco e por aí vai. É uma situação delicada. Foram muitas as promessas de pagamento e nada. Foi até arrogante com a gente, como se não tivéssemos o direito de reivindicar”, disse o jogador, que já defendeu Palmeiras e no ano passado defendeu a camisa da Ponte Preta na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro.

PODE SOFRER SANÇÕES
Com a desistência no campeonato, o Mogi Mirim será automaticamente rebaixado e deverá sofrer fortes punições do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Momento delicado do time paulista, que entrou em decadência nos últimos anos.

Os poucos torcedores que foram ao Vail Chaves encontraram os portões fechados. Foto: Rádio Visão (Mogi Mirim).
Os poucos torcedores que foram ao Vail Chaves encontraram os portões fechados. Foto: Rádio Visão (Mogi Mirim).