Série C: Perto da estreia, Mogi Mirim só tem quatro jogadores e ainda busca técnico

O Sapão da Mogiana estreia contra o São Bento, no dia 13 de maio, no Vail Chaves

por Agência Futebol Interior

Mogi Mirim, SP, 26 (AFI) – Após o rebaixamento para a Série A3 do Campeonato Paulista, o Mogi Mirim precisa juntar os cacos e se organizar para a disputa da Série C do Brasileiro, mas a missão será mais difícil do que parece. De todo o grupo que disputou o estadual, apenas quatro jogadores estão aptos a atuar na sequência da temporada.

O goleiro Poti, o zagueiro Emerson, o lateral Bruno Franco e o meia Vitor Hugo são os atletas que têm contrato mais longo. Os demais deixam de ter vínculo empregatício com o clube em maio.

Restando pouco mais de duas semanas para a estreia na Série C, o Mogi Mirim precisa definir se vai remontar o elenco ou manter a base que foi rebaixada na Série A2 renovando com os atletas em fim de contrato.

SEM JOGADOR, SEM TREINADOR
Além da falta de jogadores, o Mogi Mirim também busca um técnico. Marcelo Veiga, que comandou a equipe em boa parte do estadual, deixou o clube antes mesmo do final da competição e Mário Júnior, auxiliar do clube, atuou como interino nas últimas rodadas.

A estreia do Mogi acontece no dia 13 de maio, no Vail Chaves, em Mogi Mirim, contra o São Bento. No Grupo B da Série C, que conta com clubes das regiões Sul e Sudeste, ainda estão Botafogo-SP, Bragantino, Joinville, Macaé, Tombense, Tupi, Volta Redonda e Ypiranga-RS.

 
 
" />