Paulista A2: Único time sem técnico, Mogi Mirim promete treinador ainda em 2016

Caos financeiro e político vivido pelo Sapão estariam espantando candidatos a técnico

por Agência Futebol Interior

Mogi Mirim, SP, 27 (AFI) – A caos financeiro e administrativo vivido neste final de 2016 já transforma o Mogi Mirim no principal candidato ao rebaixamento no Campeonato Paulista da Série A2. Os pagamentos atrasados a fornecedores, prestadores e elenco também espantam os técnicos procurados pelo Sapão. Vários já recusaram ofertas do Sapão, que promete um novo comandante ainda neste ano.

"O presidente (Luiz Henrique de Oliveira) chegou hoje (terça-feira) e deve entre hoje e amanhã (quarta-feira) ver alguma situação. Até sexta-feira vamos anunciar (um novo técnico). Semana que vem tem de estar aqui, pois a reapresentação é na segunda-feira", prometeu o gerente de futebol do time, o ex-meia Leto.

Apesar da promessa, o fato é que o Mogi é o único clube da Série A2 que ainda não possui um novo treinador. Os trabalhos deste final de ano foram comandados pelo técnico Mário Júnior, que chegou ter a efetivação especulada nas últimas semanas. Caso nome algum seja contratado, ele deve retomar os trabalhos na segunda, quando o grupo se reapresenta.

Roberto Fernandes é um dos nomes que teria recusado proposta do Mogi Mirim
Roberto Fernandes é um dos nomes que teria recusado proposta do Mogi Mirim
Entre os vários nomes que foram consultados pelo Sapo, está o de Roberto Fernandes. Leto confirmou as conversas com o treinador, mas não detalhou o motivo da recusa. Nos bastidores, há quem diga que o treinador assustou-se com o noticiário negativo sobre atrasos salariais e dívidas do clube.

"Estava na lista aqui (o nome de Roberto Fernandes). Não sei tem alguma proposta de fora, mas chegamos a conversar", limitou-se a dizer Leto.

É O CAOS!
Sem um treinador, o Mogi Mirim iniciou a pré-temporada para 2017 com cerca de 20 jogadores no elenco, divididos entre remanescentes do Brasileiro da Série C e outros em fase de testes. Os dirigentes ainda não anunciaram reforços de maneira oficial e o clube desponta como o mais atrasado da Série A2.

Alguns dos jogadores remanescentes estão com até cinco meses de salários atrasados. Outros que deixaram o clube, após a Série C, ainda batalham para receber os vencimentos. Havia uma promessa de que o clube pagaria um valor de R$ 3 mil para os jogadores passarem ao menos as festividades de final de ano, mas o dinheiro não teria caído na conta. Resultado: os jogadores tiveram dificuldades até de passar Natal e Ano Novo com parentes.

Não bastasse os atrasos salariais de jogadores, comissão técnica e funcionários, há ainda dívidas sendo acumuladas. Há denúncias de que o Mogi deve fornecimento de energia, água, combustível para veículos e até mesmo de alimentação.

Confira TODOS os técnicos do Paulista da Série A2:

Água Santa: Jorginho
Barretos: Márcio Ribeiro
Batatais: Alexandre Ferreira
Bragantino: Alberto
Capivariano: Elio Sizenando
Guarani: Ney da Matta
Juventus: Wilson Júnior
Mogi Mirim: Sem Técnico
Oeste: Vilson Tadei
Penapolense: Edison Só
Portuguesa: Tuca Guimarães
Rio Claro: Sérgio Guedes
Rio Preto: Luciano Dias
São Caetano: Luiz Carlos Martins;
Sertãozinho: Júlio Sérgio
Taubaté: Evaristo Pizza
União Barbarense: Edson Leivinha
Velo Clube: Álvaro Gaia
Votuporanguense: Ito Roque
XV Piracicaba: Cléber Gaúcho