Série C: Mogi Mirim acerta com Moisés

Jogador já teve passagens por Bragantino, Olaria-RJ e Portuguesa

por Marcelo Gotti

Mogi Mirim, SP, 31(AFI) – Tentando fortalecer o elenco, o Mogi Mirim acertou, na última quarta-feira, com mais um jogador. Com 23 anos, o meio-campista Moisés Ribeiro Santos chegou ao clube mogimiriano para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C.

Moisés está no Mogi
Moisés está no Mogi

O jogador pertence ao Corinthians, mas atualmente estava defendendo o Boa Esporte, de Minas Gerais, no Campeonato Brasileiro da Série B. Na última partida defendendo o clube mineiro, contra o Paraná, Moisés Ribeiro não marcou gol, mas tomou cartão amarelo.

Moisés também já teve passagens por Bragantino, Olaria-RJ e Portuguesa. Moisés Ribeiro efetuou todos os exames médicos necessários e está à disposição do técnico Claudinho Batista para o duelo diante do Juventude.

DE VOLTA

Depois de 20 anos, Mogi Mirim e Juventude-RS voltam a se enfrentar em competições nacionais. O último confronto entre os clubes ocorreu em 1994 pelo Campeonato Brasileiro da Série B. Na oportunidade, o Sapo bateu o Papagaio por 1 a 0.

Neste domingo, 3, no Estádio “Romildo Ferreira”, às 16h, as duas equipes irão disputar a nona rodada do Brasileiro da Série C. O Mogi é o vice-líder do Grupo B com 14 pontos e o Juventude é o sexto colocado com 12 pontos.

Em caso de derrota para o Papagaio, o Sapão da Mogiana, dependendo dos outros resultados da rodada, poderá deixar o G4. Para o duelo diante do time do Rio Grande do Sul, o técnico Claudinho Batista poderá contar com o retorno do zagueiro Fábio Sanches, que cumpriu suspensão automática diante do Macaé, na derrota do time mogimiriano por 2 a 1.

IMPRENSA LIBERADA

Depois de dois meses sem poder falar com a imprensa, o Mogi Mirim reabriu as portas nesta semana. A determinação foi feita pelo presidente Rivaldo Ferreira, que também havia barrado a cobertura dos treinos. Por coincidência, desde que a atitude foi tomada pelo presidente do Sapo, o Mogi não venceu e perdeu a liderança do Grupo B da Série C.

Na época, Rivaldo decidiu barrar a imprensa até decidir o que iria fazer com o Mogi Mirim, já que pensava em encerrar a sua administração graças à falta de recursos e ajuda para bancar os salários e gastos mensais do clube.

 
 
" />