Catalá crê em boa estreia do Mirassol e vê Ferroviária "imprevisível"

Treinador afirmou que só irá revelar o time momentos antes da partida

por Agência Futebol Interior

Mirassol, SP, 22 (AFI) - O técnico Ricardo Catalá realizou, nesta quarta-feira, o último treino antes da estreia do Mirassol no Campeonato Paulista contra a Ferroviária na quinta, às 16h30. O treinador acredita que o Leão estará pronto para fazer um bom trabalho na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, e elogiou os jogadores com mais tempo de casa.

"Ajudou muito ter os remanescentes da Copa Paulista para ajudar na inserção dos atletas que chegaram. Eles me ajudaram em compartilhar qual era a nossa ideia de trabalho e isso facilitou. E mesmo trabalhando mais o conteúdo defensivo com os atletas, nós já conseguimos inserir partes ofensivas e tenho certeza que vamos chegar preparados para estreia e sim, podendo fazer um bom jogo", disse ele em entrevista coletiva.

Catalá só não consegue decifrar a Ferroviária. Afinal, a Ferrinha, na semana passada, demitiu o técnico Marcelo Vilar e acertou com Sérgio Soares. Não por acaso, o técnico do Mirassol vê o rival grená como "imprevisível".

"Fica um pouco mais imprevisível se preparar com mais detalhes, por conta da última troca de treinador deles. Temos mais ou menos uma ideia de como a equipe da Ferroviária deve vir, e de certa forma estamos olhando tudo aquilo que o Sérgio Soares construiu como treinador ao longo dos anos para tentar ter essa ideia de como deve ser o jogo deles", completou.

Último treino antes do jogo. (Foto: Divulgação)
Último treino antes do jogo. (Foto: Divulgação)
SUSPENSE!

Talvez por isso, o treinador tenha optado pelo mistério. Ricardo Catalá afirmou que só irá revelar o time momentos antes da partida. É quase certo, porém, que Camilo, principal contratação do Mirassol, não seja relacionado. O volante Chico também chegou em cima da hora e não deverá atuar. O comandante deverá utilizar a base que atuou nos últimos amistosos.

O time amarelo deverá jogar com Kewin; Diego Borges, Reniê, Thiago Alves e Romário; Ernandes, Luís Oyama, André Castro e Neto Moura; Marcelo Toscano e Maranhão.