Presidente do Atlético-MG sugere retorno da Copa Sul-Minas para 'combater' Paulistão

A competição foi disputada em três ocasiões no início dos anos 2000 com dois títulos do Cruzeiro e um do América

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 28 (AFI) – A paralisação do futebol brasileiro serviu para alguns dirigentes repensarem o calendário nacional. O presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, é um dos que se mostra favorável a mudanças.

Entre as ideias de Sette Câmara está o retorno de um torneio que deixou o calendário brasileiro há anos: A Copa Sul-Minas, que seguia o padrão do Rio-São Paulo e colocava frente a frente equipes de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

SÓ TRES VEZES
A Copa Sul-Minas foi disputada em apenas três oportunidades, em 2000, 2001 e 2002, com todas edições vencidas por clubes mineiros: a primeira pelo América e as outras duas pelo Cruzeiro.

O Cruzeiro conquistou duas das três edições disputadas da Copa Sul-Minas
O Cruzeiro conquistou duas das três edições disputadas da Copa Sul-Minas

“Eu acredito piamente, no nosso caso de Minas, que faríamos muito mais negócio e teríamos muito mais retorno financeiro se voltássemos com a liga Sul-Minas. Um campeonato que tem se mostrado bem interessante é a Copa do Nordeste, com televisionamento e Ibope”, explicou o dirigente em reunião online com dirigentes de Cruzeiro e América no canal do Youtube do Lance!.

É MAIS UM
O presidente do Atlético acredita que a criação de uma nova competição não elimina a participação dos principais clubes do Campeonato Mineiro, mas estende que o estadual pode ser disputado com uma equipe alternativa, o que obviamente não agradaria a Federação Mineira de Futebol.

“Toda vez que falo isso, pare que estou falando um palavrão: ‘Então, como ficam os estaduais?’ Isso não é problema meu é um problema da federação. O Atlético pode entrar, acredito que Cruzeiro e América também, mas com um time alternativo.

Temos jovens com idade estourando e que precisam de oportunidade. Acredito que um Sul-Minas faria frente a um Campeonato Paulista”, explicou.

RAPOSA MAIS OFENSIVA