Pressão da torcida faz time da Série D desistir de contratar Bruno

O Operário-VG comunicou através de uma nota oficial que não iria mais fechar com o goleiro

por Agência Estado

Várzea Grande, MT, 22 - O Operário-VG desistiu de contratar o goleiro Bruno. O recuo nas negociações foi confirmado, nesta quarta-feira, através de nota oficial divulgada pela diretoria do clube.

A decisão da diretoria foi tomada após protestos que aconteceram na última terça-feira, em frente ao Estádio Municipal Dito Souza, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Operário-VG desistiu de contratar o goleiro Bruno
Operário-VG desistiu de contratar o goleiro Bruno
As manifestações ocorreram antes e durante a vitória do Operário sobre o Poconé, por 1 a 0, pela primeira rodada do Campeonato Mato-grossense.

O ato reuniu, segundo a Polícia Militar, 70 pessoas. De acordo com a organização do protesto, 400 manifestantes estavam no local.

O supervisor de futebol do clube, André Xala, explicou os motivos para desistência. O primeiro, devido às manifestações dos torcedores que não queriam a presença do jogador no time. O outro foi porque o Operário estava perdendo patrocinadores.

"Os contrários (à contratação) estavam pressionando os patrocinadores e, por isso, desistimos. Agora, vamos procurar outro goleiro", disse o dirigente.

O Operário-VG tem o calendário cheio nesta temporada. Além do Estadual, o clube participa também da Copa do Brasil, da Copa Verde e da Série D do Brasileiro.