De estádio acanhado a arena de Copa do Mundo! Conheça os palcos do Mato-Grossense

A competição começa na próxima quarta-feira e seis estádios abrigam os jogos em 2018

por Marcelo Carvalho

Cuiabá, MT, 12 (AFI) - O Campeonato Mato-Grossense vai começar na próxima quarta-feira e o Futebol Interior traz uma matéria especial sobre os palcos da competição.

Seis estádios vão abrir as partidas do campeonato estadual e a variedade é grande. Dois deles tem capacidade apenas para 3 mil pessoas, enquanto a Arena Pantanal já abrigou até partidas de Copa do Mundo. Confira!

Além da bela Arena Pantana, estádio da última Copa do Mundo, com capacidade para 43 mil espectadores, e onde devem ser disputadas as principais partidas do estadual, a competição ainda conta com outros palcos, mas sem a mesma modernidade.

Em Sinop, o estádio Gigante do Norte abriga 10 mil espectadores e recebe esse nome devido a sua arquitetura. Com espaço para cerca de 8 mil pessoas nas arquibancadas, outras 2 mil ficam em pé no alambrado, a exemplo do que ocorre em estádios como o Pacaembu, em São Paulo.

O que chama atenção no Gigante do Norte é o barranco de grama projetando um crescimento da cidade de Sinop, o que realmente aconteceu. O Gigante do Nortão foi construído em meados da década de 90, quando a cidade tinha cerca de 60 a 70 mil habitantes.

Hoje Sinop tem uma população fixa de 140 mil pessoas, que chega a quase 500 mil se considerarmos as 22 cidades satélite que cresceram em seu entorno num raio de 100 km. A região se tornou um polo educacional, com mais de 23 mil alunos em diversas faculdades.

Em Rondonópolis, no sul do estado, fica o estádio Engenheiro Doutor Lutero Lopes, com capacidade para 18 mil pessoas. E em Lucas do Rio Verde, a casa do Luverdense é o Passo das Emas, com capacidade original para 5 mil espectadores, mas que foi ampliado para atender as exigências mínimas da CBF em 2014.

Como o Luverdense disputaria a Série D na ocasião, o clube acrescentou arquibancadas tubulares que dobraram a capacidade, chegando assim aos 10 mil lugares mínimos exigidos.

Outro estádio, esse mais acanhado, é o Neco Falcão, na cidade de Poconé, com capacidade para apenas 3 mil espectadores. Poconé, portal de entrada do pantanal mato-grossense, é uma cidade pequena, com 35 mil habitantes.

Em Barra do Garças, no Vale do Araguaia, o velho estádio Zeca Costa, também conta com laudo apenas para 3 mil espectadores. O estádio foi casa do tradicional clube Barra do Garças, que foi extinto e não disputa mais competições oficiais. Hoje, o palco abriga o Araguaia.