Técnico recusa convite da elite mineira para seguir em vice-líder do Paulista A3

Trata-se de Guilherme Alves, do Marília, que foi convidado para assumir o Coimbra-MG, mas recusou

por Agência Futebol Interior

Marília, SP, 16 (AFI) - Na vice-liderança do Campeonato Paulista da Série A3 e se preparando para a disputa da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história, o Marília correu riscos de ficar sem uma de suas principais peças para a sequência da temporada. Isso porque, o técnico Guilherme Alves foi procurado para assumir um time da elite do Campeonato Mineiro.

O comandante do MAC foi procurado para substituir Diogo Giacomini, que foi desligado nesta semana, no Coimbra-MG. Ele até gostou da oferta, mas neste momento não teve interesse em deixar o Marília, ainda mais com a disputa da primeira fase da Copa do Brasil nesta quinta-feira (18) contra o Criciúma.

Guilherme Alves recusou um convite do Coimbra-MG para seguir no Marília
Guilherme Alves recusou um convite do Coimbra-MG para seguir no Marília
Uma vitória nesta partida única da primeira fase, o Marília pode receber uma bolada de R$ 675 mil, além dos R$ 560 mil recebidos pela participação. Já no Paulista A3, que foi paralisado pela FPF por conta de um decreto do Governo do Estado de São Paulo, o MAC é vice-lider com sete pontos somados em três jogos.

Com a recusa de Guilherme Alves, o Coimbra já tem outro nome no radar para assumir o comando técnico da equipe. Trata-se de Eugênio Souza, que foi vice-campeão do Mineiro pela Tombense, em 2020. Ele está sem clube desde que deixou o time de Tombos e chegará com a missão de salvar o Coimbra do rebaixamento.