Marília 4 x 3 Rio Preto - MAC leva susto, mas vence o Jacaré e assume vice-liderança

Alviceleste abriu 2 a 0, tomou o empate, mas voltou a reagir e conquistou segunda vitória consecutiva na Copa Paulista

por Agência Futebol Interior

Marília, SP, 14 (AFI) - No fechamento do primeiro turno do Grupo 1 da Copa Paulista, Marília e Rio Preto fizeram um grande jogo, com uma chuva de gols. Jogando na tarde deste sábado, no Abreuzão, o MAC bateu o Jacaré por 4 a 3.

Sem dúvida foi um dos melhores jogos até o momento no torneio. Para o Marília, fizeram Eric Dí Maria, Orlando Júnior, Lucas Lino e Junior Santos, enquanto Thiaguinho, Luan e Lucas Lima, anotaram para o time rio-pretense. No outro jogo da chave, Botafogo e Novorizontino ficaram no empate 2 a 2.

Com o resultado, o Marília é o vice-líder do grupo com seis pontos ganhos. Já o Jacaré é o lanterna sem pontuar.

VEJA O SHOW DE GOLS DESTE JOGO


EQUILIBRADO

O jogo começou muito bem disputado, com os visitantes jogando um futebol totalmente diferente do passado quando foi goleado para o Botafogo. No contra-ataque o time rio-pretense ameaçou o MAC. Pablo foi lançado em profundidade e na hora da conclusão escorregou na jogada.

O time da casa ameaçou, mas o sistema defensivo do Jacaré estava atento. No entanto, aos vinte e dois minutos, uma ducha de água fria para os visitantes. Na entrada da área, Eric Dí Maria pegou bem na bola e acertou o canto direito do arqueiro Gustavo Silva.

Marília bateu o Rio Preto (Foto: Matheus Dahsan/Marília AC)
Marília bateu o Rio Preto (Foto: Matheus Dahsan/Marília AC)

Apesar do gol, o Glorioso da Vila Universitária não se abateu e continuou bem na partida e poderia ter deixado tudo igual com Rafael Cursino. Este, na cara do gol chutou pra fora, para a sorte do número um do Mac, que ficou olhando a bola sair.

No minutos finais, o Rio Preto fez pressão e tentou o empate, mas foi bloqueado pelo setor defensivo mariliense. Por aquilo que apresentou, o Rio Preto merecia uma sorte melhor. No entanto, o MAC foi mais feliz e conseguiu fazer o único gol na primeira etapa.

CHUVA DE GOLS

Na volta para o segundo tempo, logo aos três minutos, o time da casa ampliou com Orlando Júnior, que recebeu passe açucarado de Denis Leite. Aos 12, o Jacaré teve tudo para diminuir com Luan.

Ele, a bola e o gol, fez o mais difícil tocando pra fora na saída do goleiro Alyson, que tinha feito a defesa no toque de Gabriel Tota. Seis minutos após, finalmente saiu o gol do Rio Preto com Thiaguinho. Bem na partida, o Glorioso chegou ao tento de empate dois minutos
depois com Luan Batoré na assistência de Thiaguinho.

Marília sempre teve na frente
Marília sempre teve na frente

QUASE A VIRADA

Aos 28 minutos, os visitantes quase viraram com Thiaguinho, que acertou a trave já com o arqueiro Alyson batido no lance. Na sequência, aconteceu o terceiro gol do MAC com Lucas Lino.

Aos 42 minutos de novo o MAC fez com Junior Santos, mas três minutos depois o Rio Preto diminuiu com um golaço de Lucas Lima. Final, 4 a 3 para o Marília e uma chuva de gols.

PRÓXIMO JOGO

Pelo returno da Copa Paulista, as duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (18), às 15h, desta vez em São José do Rio Preto, no estádio Riopretão.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
3ª rodada
Data
14/11/2020
Horário
17h00
Local
Bento de Abreu Sampaio Vidal - Marília (SP)
Árbitro
Pablo Rodrigo Soares de Oliveira

Assistentes
Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Rodrigo Crosara

Cartões Amarelos
Rio Preto: Murilo, Luan, Rafael Cursino , Bruno Vieira

Gols
Marília: Eric Di Maria 22' 1T, Orlando Júnior 3' 2T, Lucas Lino 29' 2T, Junior Santos 42' 2T
Rio Preto: Thiaguinho 18' 2T, Luan 20' 2T, Lucas Lima 45' 2T
Marília
Alyson;
Dênis Leite, Geninho, Arthur Gaúcho e Diogo Calixto;
Felipe Cordeiro, Júlio Santos, Léo Couto e Eric Di María (Lucas Lino);
Orlando Junior(Jonathan) e Gustavo Nescau (Jean Carlos).
Técnico: Guilherme Alves
Rio Preto
Gustavo Silva;
Murilo, Bruno Miguel, Diego Valin e Raphael Pereira;
Rafael Cursino (Alysson), Moíses (Bruno Vieira), Gabriel Tota e Thiaguinho (Wilker);
Luan Batoré (Lucas Lima) e Pablo.
Técnico: João Santos