Inglês: Guardiola diz que Manchester City será 'destruído' se perder título

Tudo o que eles precisam fazer é vencer o Brighton, apenas o 17º colocado e sem risco de rebaixamento

por Agência Estado

Campinas, SP, 10 - O técnico Pep Guardiola defendeu nesta sexta-feira que a eventual perda do título do Campeonato Inglês na rodada final, no domingo, não apagará o ano brilhante do Manchester City, pois o time brigou para ser campeão de todas as competições que participou. Porém, disse saber que ele e o clube serão alvos de duras críticas caso isso aconteça, como após a eliminação nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa para o Tottenham.

"Todo mundo destruiu a equipe, destruiu o técnico, destruiu o clube", disse Guardiola. "Nós sabemos que, no mundo em que vivemos, seremos julgados. Então temos de vencer", acrescentou.

Guardiola diz que Manchester City será 'destruído' se perder título
Guardiola diz que Manchester City será 'destruído' se perder título
É exatamente isso que os jogadores do City têm feito nos últimos três meses e meio. Treze vitórias consecutivas na liga os deixou perto do bicampeonato inglês e da quarta conquista nacional em oito temporadas. Também seria a sexta taça da história do time.

Tudo o que eles precisam fazer é vencer o Brighton, apenas o 17º colocado e sem risco de rebaixamento no Campeonato Inglês. Mas Guardiola continua cauteloso. "Há mais pressão porque um erro do nosso lado, um incrível desempenho do outro lado, um erro do árbitro para nós ou contra nós, podem decidir o título", disse. "É por isso que você tem que ser mais preciso e melhor nos aspectos que temos trabalhado nestes últimos três anos. Em um jogo, tudo pode acontecer".

Os últimos dias demonstraram isso perfeitamente. Do maravilhoso gol de Vincent Kompany na vitória por 1 a 0 do City sobre o Leicester, passando pelo triunfo do Liverpool por 4 a 0 sobre o Barcelona pela Liga dos Campeões e ainda pela virada do Tottenham sobre o Ajax, também pelo torneio europeu.

A dúvida é se haveria espaço para novas surpresas no Falmer Stadium. Isso exigiria uma reviravolta improvável do Brighton, que não ganha um jogo em qualquer competição desde o início de março. Guardiola também garante que seus jogadores não vão sentir a pressão.

"Eu vi o time relaxado, treinando bem, sorrindo muito, completamente focado nos treinamentos e quando falamos nas reuniões. Primeiro de tudo, é um sonho estar aqui. Eu sinceramente não esperava, quando estávamos a sete pontos atrás deste Liverpool, estar na posição em que estamos. Eu não esperava isso."

NADA COM ISSO
Guardiola disse que não vai prestar atenção ao jogo envolvendo o Liverpool, que está um ponto atrás na classificação e vai enfrentar o Wolverhampton, em casa, simultaneamente ao jogo do Manchester City. "Se vencermos, não precisaremos olhar para mais nada. Por que deveria me distrair com qualquer outra coisa?", disse.

O City estará fortalecido pela recuperação do meia Kevin de Bruyne, que voltou a treinar depois de se recuperar de um problema no tendão. Guardiola disse que o jogador da seleção belga "poderia" jogar contra o Brighton, mas descartou Fernandinho.

Ele ainda terá à sua disposição Bernardo Silva, que Guardiola disse deveria ter sido eleito o jogador da temporada na Inglaterra, - o prêmio foi entregue ao zagueiro do Liverpool Virgil van Dijk. "Me dê uma equipe, ele vai jogar bem lá. Muito inteligente, muito esperto, um cara legal. Ele faz tudo bem".