Inglês: Guardiola esclarece rumores e descarta aposentadoria nos próximos anos

"Eu amo a minha profissão e estou no lugar perfeito para fazer o meu trabalho, especialmente aqui na Inglaterra", afirmou

por Agência Estado

Campinas, SP, 05 - Nos últimos dias, a imprensa inglesa repercutiu uma declaração de Pep Guardiola e ventilou a possibilidade do treinador do Manchester City se aposentar nos próximos anos. Nesta quinta-feira, o espanhol foi a público para negar qualquer chance de encerrar a carreira e se justificou dizendo que gostaria de parar antes dos 60 anos.

"Eu disse na entrevista que não vou estar treinando quando tiver 60 anos de idade. Mas, gente, eu tenho 45. Eu não vou me aposentar em dois ou três anos", comentou Guardiola em entrevista coletiva.

Na sua primeira temporada no Manchester City, Guardiola mantém a equipe na quarta colocação do Campeonato Inglês, com 42 pontos, sete a menos que o líder Chelsea. Após treinar Barcelona e Bayern de Munique e vencer todos os títulos possíveis, o técnico acredita que a Inglaterra seja o local ideal para desenvolver seu trabalho, mas prevê o afastamento do futebol no futuro.

"Eu amo a minha profissão e estou no lugar perfeito para fazer o meu trabalho, especialmente aqui na Inglaterra. Eu comecei a jogar futebol como um jovem garoto, minha carreira foi no campo. Eu gostaria de fazer algo diferente na minha vida, mas não nos próximos três, quatro, cinco, seis, sete anos. Eu disse que aos 60 ou 65 eu não vou estar treinando, mas não penso em aposentadoria ainda", assegurou o técnico.

ESTREIA NA COPA DA INGLATERRA
Na sexta-feira, o técnico fará sua primeira partida pela Copa da Inglaterra, quando enfrenta o West Ham no Estádio Olímpico de Londres. Guardiola comentou que o torneio tem um charme diferente e descartou fazer um rodízio de atletas ou entrar com time misto para a partida.

"Não haverá rodízio do elenco. O West Ham é um time da primeira divisão do Campeonato Inglês, nós vamos jogar como visitantes, é duro. Eu quero seguir nessa competição", afirmou. "Pelo que eu ouvi, a Copa da Inglaterra é especial porque os times mais fracos podem bater os grandes, e isso é o que a torna fascinante. Eu não vejo a hora de disputá-la", completou.

Para a partida, Guardiola ainda não poderá contar com o retorno do belga Kompany. "Ele voltou a treinar, mas ainda não está pronto para jogar", disse. O zagueiro sofre com lesões e atuou apenas em duas partidas na atual temporada.

aaa