UFC: Anderson Silva revela que pode realizar nova luta com Nick Diaz no Brasil

Os dois lutadores se enfrentaram em janeiro de 2015, no UFC 183, em Las Vagas

por Agência Estado

São Paulo, SP, 06 - O duelo que marca o retorno de Anderson Silva aos octógonos do UFC será no próximo sábado, na Austrália, contra o nigeriano Israel Adesanya. Mas antes mesmo de saber o desfecho do combate, o ex-campeão peso médio planeja o seu próximo objetivo na organização. E não é a disputa do cinturão. O "Spider" pretende realizar uma revanche com o norte-americano Nick Diaz em uma luta no Brasil.

"O meu primeiro foco é a luta com o Adesanya, depois vamos ver. Quem sabe lutar no Brasil com Nick Diaz. Sobre isso estou aguardando. Vamos esperar essa luta (de sábado) e o combate com o Nick Diaz pode acontecer no Brasil", revelou Anderson Silva em entrevista ao Estado nesta terça-feira.

A revanche contra Nick Diaz é um desejo antigo de Anderson Silva. Os dois lutadores se enfrentaram em janeiro de 2015, no UFC 183, em Las Vagas. Mas o duelo acabou ficando sem resultado depois de ambos terem sido flagrados em exame antidoping. Na ocasião, os juízes chegaram a dar vitória para o brasileiro. Já em 2017, o "Spider" desafiou o americano nas redes sociais e declarou que o duelo entre os dois "foi uma das melhores lutas da história".

SURPRESA!
A aspiração de Anderson Silva em enfrentar Nick Diaz pode ser uma surpresa para os fãs do lutador, já que ele tem a disputa pelo título garantida pelo presidente do UFC, Dana White, em caso de vitória no combate contra Adesanya. Além disso, o americano sequer está no ranking da médios atualmente.

Questionado sobre a possibilidade de disputar o título da categoria contra o campeão Robert Whittaker, o "Spider" não descartou que isso também esteja entre os seus planos e foi categórico: "Vou focar no Adesanya e depois também vamos treinar para disputar esse cinturão".

No Brasil, o próximo evento do UFC está programado para acontecer em Curitiba, no dia 11 de maio, na Arena da Baixada. Depois, a organização deve fechar o ano no País com uma disputa em São Paulo.