Série B: Mazola elogia Operário e espera Londrina 'agressivo'

Treinador diz que é chato jogar contra o time paranaense e pensa na postura ideal a ser tomada

por Agência Futebol Interior

Londrina, PR, 11 (AFI) - A expectativa do técnico Mazola Júnior para este sábado é de que o Londrina tenha de lidar com um jogo chato diante do Operário-PR. Em uma avaliação minuciosa sobre as características do adversário da 28ª rodada da Série B, o treinador considera a ‘agressividade’ como a melhor arma para buscar um resultado positivo no Estádio do Café.

“O Operário-PR é um time que encarnou o espírito da competição, que tem força, disposição e é um time quizilhento (chato de jogar). Tem um meio campo muito bem posicionado, cai muito bem com Mailton pela direita, enfim, está muito bem armado e com muito tempo jogando junto”, disse o treinador.

“Tenho certeza que vamos guerrear e teremos que ser mais agressivos que eles e, até mudando a característica do time, mas não do treinador, se for preciso, quizilhento também”, completou.

Foto: Gustavo Oliveira / LEC
Foto: Gustavo Oliveira / LEC
BAIXAS
Para o jogo, Mazola não contará com o volante Anderson Leite, que se lesionou na derrota por 3 a 1 contra a Ponte Preta. Matheus Neris, que foi o substituto durante a partida, deve ser o escolhido para ficar com a vaga.

Além disso, o comandante tem algumas dúvidas. O atacante Léo Passos depende da liberação do departamento médico e pode ser substituído por Pirambu ou Luidy, Na lateral direita, Raí Ramos está novamente à disposição, após cumprir suspensão, mas Alemão também alternativa para começar jogando.

O LEC deve ir a campo com César; Raí Ramos (Alemão), Lucas Costa, Augusto e Juninho; Matheus Neris, Germano, André Moritz e Higor Leite; Matheusinho e Léo Passos (Junior Pirambu ou Luidy).