Liga dos Campeões: Após superar Barça, Alisson projeta título com algoz de 2018

Na semana passada, o goleiro da seleção brasileira viu o Liverpool se complicar nas semifinais

por Agência Estado

Campinas, SP, 08 - Ironia do destino, Alisson terá a chance de conquistar o título da Liga dos Campeões pelo mesmo Liverpool que, no ano passado, eliminou a Roma, ex-time do goleiro brasileiro, nas semifinais da competição continental. E, assim como ocorreu na última terça-feira, ele teve atuação segura para despachar o Barcelona na edição 2017/2018 do torneio continental, quando ajudou a equipe romana a derrotar o clube espanhol por 3 a 0, na Itália, no confronto de volta das quartas de final.

Na luta pela vaga na decisão, a Roma acabou caindo justamente diante do Liverpool, que pouco depois anunciaria Alisson como reforço em uma das contratações mais caras de um goleiro na história do futebol mundial. Naquela ocasião, ele chegou ao clube inglês depois de ter participado de um mata-mata com o Barça no qual o time da Espanha goleou por 4 a 1 na partida de ida das quartas de final, no Camp Nou.

Após superar Barça, Alisson projeta título com algoz de 2018
Após superar Barça, Alisson projeta título com algoz de 2018
Na semana passada, o goleiro da seleção brasileira viu o Liverpool se complicar nas semifinais ao ser derrotado por 3 a 0 pelo Barcelona, que voltou a abrir boa vantagem como mandante ao balançar as redes com Suárez e por duas vezes com Messi. Na última terça-feira, porém, o time inglês conseguiu o chamado "milagre" ao aplicar uma surpreendente goleada por 4 a 0 na partida de volta, no estádio Anfield, em uma das maiores reviravoltas da história da Liga dos Campeões.

Para que este objetivo se concretizasse, além de marcar quatro gols, o Liverpool contou com Alisson sendo decisivo. Ele praticou grandes defesas e por mais de uma ocasião parou Messi em boas finalizações do argentino. E, se o Barça tivesse marcado ao menos em uma oportunidade, obrigaria a equipe inglesa a fazer no mínimo cinco gols, tendo em vista o maior peso das bolas na rede fora de casa em caso de igualdade no saldo do mata-mata.

"Não tenho palavras para descrever esse momento. Ano passado, quando eu ainda defendia a Roma, também superamos o Barcelona de maneira heroica, mas não conseguimos a vaga na final porque perdemos, justamente, para o Liverpool. Agora, terei a oportunidade de jogar a minha primeira decisão da Liga dos Campeões e estou extremamente feliz", ressaltou Alisson ao projetar a conquista do título continental na decisão que será disputada no dia 1º de junho, no estádio Wanda Metropolitano, em Madri.

DE OLHO NO OUTRO FINALISTA
O outro finalista será definido nesta quarta-feira, quando o Ajax recebe o Tottenham, em Amsterdã, pelo confronto de volta das semifinais. Na ida, em Londres, o time holandês venceu por 1 a 0 e, por isso, poderá avançar à luta pelo título com um empate.

E, independentemente de quem encarar na decisão, o Liverpool chegará muito forte e confiante após o feito histórico obtido diante do Barcelona. "Nós respeitamos demais o Barcelona, mas sabíamos que tínhamos condições de passar. A derrota por 3 a 0 na Espanha foi muito dura porque jogamos bem e jamais deixamos de acreditar na vaga. Estávamos cientes de que seria bem complicado conseguir marcar quatro gols, ainda mais contra um time como o Barcelona, com diversos craques, mas entramos em campo com muita vontade desde os primeiros minutos", destacou Alisson, em declarações distribuídas pela sua assessoria nesta quarta-feira.

"Foi um jogo histórico e todo mundo está de parabéns. A torcida nos apoiou do início ao fim e a atmosfera do Anfield estava fantástica. Essa vitória demonstra toda a força do Liverpool. Estamos fazendo uma temporada muito boa e seguimos em busca dos nossos objetivos", reforçou o goleiro, que no domingo enfrentará o Wolverhampton, novamente em Liverpool, pela rodada final do Campeonato Inglês. Vice-líder da tabela, a equipe está um ponto atrás do líder Manchester City e torce por um tropeço do rival contra o Brighton, fora de casa, para poder ter chance de faturar o título nacional.