Jogador acusa time do Paulista A3 de voltar ao trabalho, mas técnico nega

Linense aparece na sétima colocação, com 15 pontos após 11 das 15 rodadas da primeira fase

por Agência Futebol Interior

Lins, SP, 22 (AFI) - Mesmo sem a autorização da Federação Paulista de Futebol (FPF) e do Governo do Estado de São Paulo, o Linense já planeja o retorno às atividades presenciais visando o Campeonato Paulista da Série A3. Pelo menos, é a acusação de um jogador que não teve o contrato renovado e não seguirá vestindo o uniforme alvirrubro.

“Não vai ser o elenco completo, mas parte dele já vai começar a treinar nesta segunda-feira. Tem jogadores que são de longe, que moram no Nordeste e estão viajando rumo a Lins no domingo, porque segunda já começam”, afirmou o atleta, que optou por não se identificar em entrevista ao Jornal da Manhã, de Marília.

Foto: Aleks Peurino / CA Linense
Foto: Aleks Peurino / CA Linense
"O jogador que disse isso talvez esteja magoado por não ter tido seu contrato renovado. Posso afirmar que não começamos os trabalhos e nem há data para isso ainda. A diretoria do clube tem um ótimo relacionamento com o presidente da Federação (Reinaldo Carneiro Bastos) e vamos aguardar a determinação para a liberação”, rebateu o técnico, Xande Almeida, que completou:

“A situação do clube está bem complicada financeiramente. Perdemos a cota de participação da FPF e nosso patrocinador principal. Estamos ainda tentando organizar o clube para uma futura volta. Há algumas semanas eu estava confiante na permanência de quase 90% do elenco, mas ultimamente as coisas mudaram e estou bastante preocupado, pois talvez consigamos manter no máximo 60%”, encerrou Xandão.

Após 11 das 15 rodadas da primeira fase do Paulista A3, o Linense aparece na sétima colocação, com 15 pontos, dois à frente de Rio Preto, Nacional, Olímpia e Barretos, os primeiros fora da zona de classificação às quartas de final. Com 26, o líder Noroeste é o único matematicamente garantido no mata-mata.