Árbitro lamenta e confirma erro pró-Real em final da Liga dos Campeões

Aquela final, em Milão, na Itália, foi definida nos pênaltis após Real e Atlético empatarem por 1 a 1 no tempo normal

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 14 (AFI) - O árbitro Mark Clattenburg, quatro anos após o título do Real Madrid sobre o rival Atlético de Madrid, confirmou que a arbitragem da final cometeu um erro pró-merengues na final da Liga dos Campeões de 2016.

"Nesta final, o Real Madrid fez um a zero, no primeiro tempo, mas o gol foi impedimento, por muito pouco. Nos demos conta no intervalo. Era uma ação muito difícil e meu auxiliar se equivocou", admitiu o árbitro ao jornal Daily Mail.

O lance do gol do Real Madrid começou com Tony Kross que bateu falta na área. Bale raspou de cabeça e Sergio Ramos, impedido, completou para as redes. O gol foi validado, mas como admitiu o juizão, deveria ter sido anulado.

Gol mandrake. (Foto: Divulgação)
Gol mandrake. (Foto: Divulgação)
PISADA DE BOLA!

Aquela final, em Milão, na Itália, foi definida nos pênaltis após Real e Atlético empatarem por 1 a 1 no tempo normal. Outro lance ainda foi motivo de reclamação dos jogadores.

"Pepe havia feito falta em Torres (Fernando) e me disse em perfeito inglês: isso não foi pênalti nunca, Mark. O primeiro gol, você não deveria ter marcado. Os jogadores e os torcedores pensam que é assim. Mas dois erros não fazem um acerto para os árbitros", lamentou.