Palmeiras 5 x 0 Independiente del Valle-EQU - Alviverde atropela rival e mantem 100%

Rony (2), Luiz Adriano, Patrick de Paula e Danilo Barbosa definem o placar de 5 a 0 no Allianz Parque

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 27 (AFI) - A noite de terça-feira não foi muito boa para quem “soou a corneta” nos ouvidos do técnico do Palmeiras, o português Abel Ferreira, nos últimos dias. Questionado por uma pequena parcela da torcida e ainda de parte da imprensa pelo esquema tático com três zagueiros e pelos resultados ruins no início da temporada, a equipe alviverde venceu o bom Independiente del Valle por 5 a 0, na segunda rodada do Grupo A da Libertadores.

Atual campeão, o time mostra que está na briga para tentar o seu terceiro título da competição. Dois jogos, seis pontos, oito gols marcados. Esse é o Palmeiras de Abel Ferreira na Libertadores. Já o rival é terceiro colocado da chave, com apenas um ponto.

CONFIRA OS GOLS E OS MELHORES MOMENTOS DO DUELO

Espaço incorporado por HTML (embed)

PRIMEIRO TEMPO
O Independiente del Valle começou a partida com boa posse de bola, transição rápida e deslocamento em velocidade de seus principais jogadores. O Palmeiras, com o esquema de três zagueiros de Abel Ferreira, se defendia bem e pressionava o adversário na saída de bola.

Aos dez minutos, a pressão funcionou. O time equatoriano errou na saída de bola, Raphael Veiga recuperou a bola e acionou Rony, livre no ataque e em posição legal. O atacante dominou após desvio na marcação e bateu forte para abrir o placar.

Palmeiras vence Independiente del Valle-EQU na Libertadores
Palmeiras vence Independiente del Valle-EQU na Libertadores

O segundo gol quase surgiu aos 18 minutos, com um chute forte do volante Patrick de Paula de fora da área, que o goleiro Moisés Ramires espalmou. Mas um minuto depois, o Alviverde ampliou o placar. O próprio Patrick de Paula roubou a bola e lançou para Luiz Adriano, que entrou na área e tocou na saída do goleiro equatoriano e estufou as redes do Allianz Parque.

A vantagem de dois gols com menos de 20 minutos tranquilizou o Palmeiras. O time se defendia muito bem com a linha de cinco, formada pelos três zagueiros e com laterais e volantes revezando na hora de subir ao ataque. Com a bola nos pés, Raphael Veiga dava trabalho pelo lado direito do ataque, com Rony, com liberdade para “flutuar”, centralizando as jogadas.

Até o fim do primeiro tempo, o Palmeiras não correu nenhum risco. Na parte final da etapa, o time diminuiu o ritmo, mas mesmo assim o Independiente del Valle não conseguiu assustar o goleiro Weverton.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com o time equatoriano pressionando a saída de bola palmeirense e o time alviverde parecia estar nervoso. Mas no momento que o jogo estava mais complicado, Patrick de Paula pressionou e roubou a bola na saída do Independiente del Valle. O volante partiu sozinho e bateu para o gol para ótima defesa de Moisés Ramires, mas o rebote voltou para o palmeirense, que apenas tocou para o gol aberto – foi o gol número 12.000 da história do clube.

Com ampla vantagem, Abel Ferreira começou a girar seu elenco para evitar o desgaste, mas o ritmo alviverde não mudou. Aos 27, Weverton fez defesa segura em chute de Montenegro e no ataque seguinte o Palmeiras fez mais um gol. Victor Luiz recebeu em velocidade na esquerda, foi até a linha de fundo e cruzou forte e rasteiro na área para Rony escorar e mandar a bola no ângulo, marcando seu segundo gol na partida.

E o Palmeiras não parava. Aos 34, Victor Luiz bateu falta, mas o goleiro espalmou para escanteio. Na batida de Wesley, Danilo Barbosa, único reforço do time, cabeceou e marcou o quinto gol da equipe.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
2ª rodada
Data
27/04/2021
Horário
21h30
Local
Allianz Parque - São Paulo ()
Árbitro
Roberto Tobar (CHI)

Renda
--
Assistentes
Christian Schiemann (CHI) e Cláudio Rios (CHI)

Público
Portões Fechados
Cartões Amarelos
Palmeiras-BRA: Patrick de Paula
Independiente del Valle-EQU: Segovia, Bryan García

Gols
Palmeiras-BRA: Rony 10' 1T, Luiz Adriano 19' 1T, Patrick de Paula 19' 2T, Rony 28' 2T, Danilo Barbosa 35' 2T
Palmeiras-BRA
Weverton;
Luan, Gustavo Gómez e Renan;
Marcos Rocha, Danilo (Felipe Melo), Patrick de Paula (Zé Rafael), Raphael Veiga (Danilo Barbosa) e Victor Luis;
Rony (Wesley) e Luiz Adriano (Willian).
Técnico: Abel Ferreira
Independiente del Valle-EQU
Moisés Ramírez;
Schunke, Pacho e Segovia (Guerrero);
Landázuli (Jhon Sánchez), Bryan García, Pellerano (Vite), Favarelli (Mera) e Chávez;
Montenegro (Escobar) e Murillo.
Técnico: Renato Paiva