Libertadores: Palmeiras pega rival que é especialista em complicar brasileiros

O Flamengo foi uma das equipes que sofreu com o Independiente del Valle nos últimos anos

por Agência Estado

Campinas, SP, 27 - Depois de estrear na Copa Libertadores com uma vitória definida no último lance em Lima, o Palmeiras terá hoje, às 21h30, no Allianz Parque, um adversário ainda mais gabaritado.

A equipe equatoriana do Independiente Del Valle se consolidou como uma das novas forças da América do Sul ao ganhar a Copa Sul-Americana em 2019 e se notabilizar pelas vitórias sobre clubes brasileiro.

Foto: Independiente Del Valle/Twitter
Foto: Independiente Del Valle/Twitter

Nos últimos cinco anos o Independiente aprontou várias surpresas no futebol continental. A equipe em 2016 eliminou River Plate e Boca Juniors para chegar à final da Libertadores. O time ficou com o vice.

Um pouco depois, em 2009, o clube equatoriano ganhou a Sul-Americana em uma campanha que contou com a vitória sobre o Corinthians na semifinal. O técnico era o espanhol Miguel Ramírez, hoje no comando do Inter.

O bom retrospecto diante de rivais brasileiros faz o Independiente Del Valle se orgulhar de no ano passado ter goleado o Flamengo por 5 a 0 no Equador pela fase de grupos da Libertadores. Já nesta edição, o time eliminou o Grêmio na última fase preliminar com duas vitórias. O resultado causou a demissão de Renato Gaúcho.

O Independiente virou uma potência a partir de 2006. O clube estava na terceira divisão do Equador, até ser comprado por dois empresários. Um deles é Michelle Deller, dono de redes de shopping centers no país. O outro é Franklin Tello, representante na América do Sul da rede americana de fast-food KFC, especializada em frango frito.

Curiosamente, o time também é comandado por um português. Renato Paiva trocou o trabalho de mais de dez anos nas categorias de base do Benfica para assumir o time equatoriano nesta temporada.

Para encarar o adversário, o Palmeiras poupou os titulares no último domingo, contra o Mirassol. Apesar da derrota por 2 a 0, a equipe alviverde garante que a confiança não está abalada. "Queremos ganhar sempre, faz parte do DNA do clube. Sabemos onde queremos ir, para o que estamos trabalhando nesta competição", disse o auxiliar técnico João Martins.

O Palmeiras tem problemas na defesa para montar a escalação. O zagueiro Alan Empereur cumprirá suspensão pelo cartão vermelho recebido na estreia, diante do Universitario, em Lima. Renan deve ser o substituto. Na lateral esquerda, Matías Viña continua fora para cumprir a punição de três jogos pela expulsão na final da Recopa Sul-Americana.

O técnico Abel Ferreira ainda não pode contar com os lesionados Kuscevic, Lucas Lima, Breno Lopes e Gabriel Veron. No ataque, a aposta continua na dupla formada por Rony e Luiz Adriano.