Universidad Católica-CHI 2 x 0 Grêmio - Tricolor desaparece no Chile

O time gaúcho fez uma de suas piores exibições na temporada 2020

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 16 (AFI) - Em seus 117 anos de gloriosa história, festejada na terça-feira, o Grêmio pode deixar esta quarta-feira à noite de fora de seus registros. Com uma atuação abaixo da crítica, o time do técnico Renato Gaúcho perdeu, por 2 a 0, para a Universidad Católica, em Santiago, pela terceira rodada do Grupo E da Copa Libertadores.

Além da derrota, o tricolor gaúcho viu seu maior rival vencer o América de Cali e assumir a liderança isolada da chave, com sete pontos, três a sua frente. Universidad Católica e América somam três pontos cada.

O Grêmio repetiu nos primeiros 45 minutos o mesmo futebol descompromissado dos últimos jogos. Resultado: 2 a 0 para a Universidad Católica. E foi pouco. A desvantagem poderia ter sido muito maior se Vanderlei não fizesse pelo menos três boas defesas e tivesse a ajuda da trave.

VEJA OS GOLS DA DERROTA GREMISTA

IRRECONHECÍVEL!
Com muita movimentação no ataque e troca de passes rápida, os chilenos envolveram com facilidade a zaga gremista desde o primeiro minuto, quando Puch conseguiu a primeira finalização, bem neutralizada pelo goleiro gaúcho.

O time de Renato Gaúcho em nada lembrou o time de anos atrás que sabia pressionar o adversário também fora de casa. Com uma marcação frouxa, deu espaços para a equipe chilena criar oportunidades em sequência e foi omisso nos contra-ataques.

Com isso, o gol do time da casa sairia normalmente. E foi o que aconteceu no fim da primeira etapa, coincidentemente à saída de Geromel (machucado). Aos 43 minutos, Rebolledo cruzou da esquerda, Lezcano desviou e Zampedri fuzilou Vanderlei: 1 a 0.

Universidad atropelou o Grêmio
Universidad atropelou o Grêmio

FOI TRISTE!
O gol deu grande moral para os chilenos, que ainda conseguiram o segundo gol antes do intervalo. Aos 45, Piñares recebeu nas costas de Rodrigues, deu belo drible em Vanderlei e completou para as redes.

Se Renato Gaúcho não festejou nenhum gol no primeiro tempo, pelo menos ficou aliviado com o apito final do árbitro argentino Dario Herrera. O treinador sabia que seria impossível o Grêmio repetir a nulidade do primeiro tempo.

UM SUSPIRO
Logo aos cinco minutos, o técnico gremista colocou Robinho e Ferreira em campo e a equipe deu um suspiro, que durou pouco. Logo a Universidad Católica retomou as rédeas do jogo e seguiu colecionando boas oportunidades, mas Zampedri, Aued e Núñez desperdiçaram.

Renato continuou a mudar o Grêmio, com as entradas de Rildo e Guilherme Azevedo, mas nada de produtivo foi feito em campo. A Universidad continuou mais perigosa, por intermédio do fôlego inesgotável de Fuenzalida, que sempre deixou a zaga gaúcha em sinal de alerta. Para completar a trágica noite do Grêmio, David Braz recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, o Grêmio encara o Inter na quarta-feira, às 21h30, no Beira Rio, em Porto Alegre. No mesmo dia e horário, o América de Cali pega o Universidad Católica no Pascual Guerrero, na Colômbia.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
3ª rodada
Data
16/09/2020
Horário
21h30
Local
San Carlos de Apoquindo - Santiago (CHI) ()
Árbitro
Darío Herrera (ARG)

Renda
---
Assistentes
Julio Fernández (ARG) e Cristian Navarro (ARG)

Público
Portões fechados
Cartões Amarelos
Universidad Católica-CHI: Zampedri
Grêmio-BRA: David Braz

Cartões Vermelhos
Grêmio-BRA: David Braz
Gols
Universidad Católica-CHI: Zampedri 43' 1T, Pinares 45' 1T
Universidad Católica-CHI
Dituro;
Fuenzalida, Lanaro, Huerta e Rebolledo;
Saavedra (Francisco Silva), Pinares (Marcelino Núñez) e Aued;
Lezcano (Munder), Zampedri (Valencia) e Puch (Buonanotte)
Técnico: Ariel Holan
Grêmio-BRA
Vanderlei;
Orejuela, Pedro Geromel (Rodrigues), David Braz e Bruno Cortez;
Darlan (Guilherme Azevedo), Matheus Henrique, Alisson (Rildo) e Isaque (Ferreira);
Luiz Fernando (Robinho) e Diego Souza
Técnico: Renato Gaúcho