Internacional 1 x 0 Tolima - Colorado garante vaga em grupo do Grêmio na Libertadores

O time gaúcho teve D'Alessandro expulso, mas conseguiu segurar o rival para selar sua classificação

por Agência Estado

Porto Alegre, RS, 26 - Em noite dramática, com D'Alessandro protagonizando momentos de herói e vilão, o Internacional sofrer nesta quarta-feira, mas obteve uma suada classificação à próxima fase da Copa Libertadores. No Beira-Rio, em Porto Alegre, venceu o Tolima por 1 a 0, placar suficiente para assegurar sua vaga no mesmo grupo do arquirrival Grêmio na sequência da competição. Na ida, os dois times haviam empatado sem gols na Colômbia.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS


COM GRE-NAIS
Com o feito, a Libertadores terá ao menos dois Gre-Nais no Grupo E, que terá também a Universidad Católica, do Chile, e o América de Cali, também da Colômbia. O Grêmio entra direto na fase de grupos, enquanto o Inter precisou superar dois confrontos de mata-mata na fase preliminar para entrar na disputa das chaves.

Após o empate no jogo de ida, o Inter precisava de gols para buscar a vaga na fase de grupos. E, sem perder tempo, partiu para cima do Tolima nos primeiros instantes da partida. No entanto, a força de vontade e a disposição ofensiva contrastavam com as dificuldades no desequilibrado meio-campo.

O JOGO
Coudet mandou a campo uma contestável formação, com características mais defensivas, apesar da necessidade de balançar as redes. Somente Guerrero atuava mais avançado. Com frequência, ficava isolado.

O vazio no meio-campo se devia basicamente à postura mais recuada de Rodrigo Lindoso. O volante chegava a formar um trio de zaga, com Bruno Fuchs e Victor Cuesta. A estratégia do treinador era liberar os laterais, porém Rodinei e Uendel pouco apoiavam o ataque.

Internacional avança na Libertadores
Internacional avança na Libertadores

A atuação do Inter era tão irregular que Coudet não esperou o intervalo para fazer sua primeira alteração. Trocou Lindoso por Marcos Guilherme aos 40 minutos.

E não se arrependeu. Foi dos pés dele, aos 48, que saiu o passe para D'Alessandro, à direita do ataque. O argentino deu belo drible no marcador e cruzou rasteiro para Guerrero só escorar para as redes: 1 a 0. O peruano não balançava as redes há um mês.

DEU COLORADO!
Até então, era o Tolima quem criava as melhores chances de gol, ainda que pouco frequentes - a partida era truncada, de muita marcação e pouca inspiração. Lomba precisou fazer ao menos duas boas defesas no primeiro tempo.

Diante da desvantagem no placar, o time colombiano voltou melhor para o segundo tempo. Era mais ofensivo e objetivo, o que exigiu maior trabalho da defesa colorada. O jogo passou a ser mais acelerado e ganhou em ritmo e emoção. Nas arquibancadas, a torcida gaúcha participava ainda mais do duelo.

As falhas dos dois lados, contudo, seguiam constantes, principalmente nos ataques. Apesar dos eventuais sustos, o Inter parecia confiante em campo, já de olho no segundo gol. Até que D'Alessandro levou dois cartões amarelos em sequência e foi expulso aos 16 minutos. O argentino era o melhor jogador do time brasileiro até então.

A expulsão baixou o moral da equipe da casa e o jogo ganhou ainda mais em emoção. A partir dos 20 minutos da etapa final, o Inter passou a atuar mais recuado para segurar a pequena vantagem no placar.

O Tolima, mais limitado, até arriscou. Contou com um atacante a mais em campo logo após a expulsão de D'Alessandro, mas não conseguiu criar uma chance mais forte de gol, permitindo a classificação gaúcha.

Ficha Técnica

Fase
Terceira Fase
Rodada
2ª rodada
Data
26/02/2020
Horário
21h30
Local
Beira-Rio - Porto Alegre (RS)
Árbitro
Guillermo Guerrero (EQU)

Renda
R$ 1.452.590,00.
Assistentes
Christian Lescano (EQU) e Ricardo Baren (EQU)

Público
32.342 pagantes (35.117 no total).
Cartões Amarelos
Internacional-BRA: Rodinei, Marcos Guilherme
Deportes Tolima-COL: Banguero, Quiñones

Cartões Vermelhos
Internacional-BRA: D'Alessandro
Gols
Internacional-BRA: Paolo Guerrero 48' 1T
Internacional-BRA
Marcelo Lomba;
Rodinei (Rodrigo Moledo), Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Uendel;
Musto, Edenilson, Rodrigo Lindoso (Marcos Guilherme), Boschilia (Johnny) e D'Alessandro;
Paolo Guerrero.
Técnico: Eduardo Coudet
Deportes Tolima-COL
Montero;
Castrillón, Moya, Quiñones e Banguero;
Robles, Gordillo, Ríos (Albornoz), Estupiñán (Miranda) e Campaz;
Rodríguez (Jorge Ramos)
Técnico: Hernán Torres