Libertadores: Conmebol pune River com portões fechados e obriga Boca a jogar a final

Nesta quinta, porém, a Conmebol descartou esta possibilidade e explicou que o time terá que entrar em campo no dia 9 de dezembro

por Agência Estado

Campinas, SP, 29 - A Conmebol anunciou nesta quinta-feira duas importantes decisões em relação à turbulenta decisão da Libertadores. A entidade sul-americana definiu a punição ao River Plate, que terá de jogar com portões fechados em 2019, e obrigou o Boca Juniors a entrar em campo para a segunda partida da final.

O Boca havia entrado com um pedido para que o River fosse desclassificado, o que daria o título à equipe de La Bombonera sem precisar entrar em campo. Nesta quinta, porém, a Conmebol descartou esta possibilidade e explicou que o time terá que entrar em campo no dia 9 de dezembro.

"O Tribunal de Disciplina da Conmebol resolve não aceitar o requerido na denúncia apresentada pelo Club Atlético Boca Juniors, no dia 25 de novembro de 2018, e sua aplicação apresentada na data de 27 de novembro de 2018", explicou através de comunicado.

Conmebol pune River com portões fechados e obriga Boca a jogar a final
Conmebol pune River com portões fechados e obriga Boca a jogar a final
Quase que simultaneamente, a Conmebol também revelou as punições que serão aplicadas ao River Plate. Por causa da violência ocorrida no último dia 24, quando o confronto deveria ser disputado, o clube deverá disputar com portões fechados suas duas próximas partidas em casa por competições da entidade. Além disso, será obrigado a pagar uma multa de US$ 400 mil (cerca de R$ 1,54 milhão).

"O Tribunal de Disciplina da Conmebol resolve impor ao Club Atlético River Plate uma sanção que consiste em jogar suas próximas duas partidas como mandante em competições oficiais organizadas pela Conmebol com portões fechados. Esta sanção iniciará sua vigência a partir de 2019. E também impor ao River Plate uma multa de US$ 400 mil", comunicou.

ENTENDA
Após o empate por 2 a 2 em La Bombonera, na partida de ida, River Plate e Boca Juniors deveriam decidir o título da Libertadores no último sábado. Momentos antes da partida, no entanto, o ônibus do Boca foi apedrejado pela torcida rival quando se aproximava do Monumental de Núñez.

Diversos jogadores foram feridos, como o capitão Pablo Pérez, que lesionou o braço e o olho, o que fez com que a Conmebol alterasse o horário da partida em duas oportunidades. Após um acordo entre os clubes, o jogo foi adiado para o dia seguinte, quando, então, foi suspenso.

De lá para cá, o Boca tentou sagrar-se campeão sem sequer entrar em campo, enquanto o River exigia disputar a partida decisiva em seu estádio. A Conmebol, no entanto, ordenou que a partida aconteça no dia 9 de novembro, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri, às 17h30 (horário de Brasília).

 
 
" />