Conmebol pede que seleções não convoquem jogadores de Boca e River na data Fifa

Os rivais fazem o primeiro jogo da final da Copa Libertadores na tarde deste sábado, na La Bombonera

por Agência Estado

São Paulo, SP, 07 - A Conmebol divulgou nesta quarta-feira um comunicado no qual pede que suas seleções afiliadas não convoquem jogadores de Boca Juniors e River Plate para os amistosos que realizarão nas próximas datas Fifa. Os rivais argentinos decidem a Libertadores nos dias 10 e 24 de novembro.

A próxima janela para amistosos estabelecida pela Fifa acontece entre os dias 13 e 22 de novembro. Com isso, os jogadores de Boca e River convocados por suas seleções não necessariamente seriam desfalques para as finais, mas teriam a preparação prejudicada.

"Com conhecimento do calendário internacional de partidas da Fifa, que prevê uma janela internacional de 13 a 22 de novembro, solicitamos, considerando os antecedentes da carta que se adjunta e a efeito de desenvolver a final em igualdade de condições para as duas equipes, que as associações membro considerem não convocar os jogadores das equipes", explicou a Conmebol na carta.

Boca Juniors e River Plate fazem o primeiro jogo da final da Libertadores neste sábado
Boca Juniors e River Plate fazem o primeiro jogo da final da Libertadores neste sábado
SERÃO LIBERADOS?
A carta veio duas semanas depois da convocação do Uruguai para os amistosos contra o Brasil e a França, com as presença dos meio-campistas Nahitan Nández, do Boca Juniors, e Camilo Mayada, do River Plate. Agora, a expectativa é de que a associação de futebol do país libere os dois.

A Argentina foi chamada para amistosos contra o México sem nenhum nome das equipes, como Armani, Martínez e Pavón, constantemente convocados para a seleção. O boliviano Lampe, do Boca, e os colombianos Wilmar Barrios e Edwin Cardona, do mesmo clube, além de Quintero, do River, costumam ser convocados, mas não devem ser aproveitados por suas seleções nesta data Fifa.

 
 
" />