Paulista A2: Treinador do Juventus se mostra confiante para encarar o Sertãozinho

O empate em 2 a 2 contra o Água Santa nesta segunda-feira tirou a equipe do G8 do Paulista A2

por Samuel Garcia

São Paulo, SP, 27 (AFI) - O treinador Sérgio Soares demonstrou confiança nesta terça-feira (27), falando sobre a partida desta quarta (28), às 20h, fora de casa, quando o Juventus vai até o estádio Frederico Dalmaso para encarar o Sertãozinho, em jogo válido pela nona rodada da Série A2 do Campeonato Paulista.

CONFIANTE

Foto: Ale Vianna / C.A. Juventus
Foto: Ale Vianna / C.A. Juventus
O empate em 2 a 2 contra o Água Santa nesta segunda-feira tirou a equipe do G8 do Paulista A2.

Atualmente, o Moleque Travesso ocupa a nona colocação da tabela, com 10 pontos, o mesmo número do RB Brasil, primeiro time na zona de classificação, ficando atrás no número de vitórias. Mesmo assim, o treinador demonstrou confiança.

“A confiança é o ponto primordial. Você aumenta o comprometimento e tem ganho de performance. Depois de duas derrotas conseguimos reconquistar nossa confiança e desenvolver bem dentro de campo. A expectativa é consolidar a nossa busca no G8 e, possivelmente, a manutenção”, disse Sérgio Soares.

FORÇA TOTAL

Para encarar o Sertãozinho, o Juventus contará com todo seu elenco à disposição, com a volta de Diego Felipe, que cumpriu suspensão e está liberado. Sem o tempo necessário para a recuperação física dos atletas, Sérgio Soares assumiu que pode fazer mudanças na equipe, buscando evitar algum tipo de lesão, mas ao que tudo indica, o time deve ser o mesmo que empatou com o Água Santa.

“O Sertãozinho lá sempre foi muito complicado. Agora aumenta o grau de dificuldade. Normal pelo momento deles na competição. Mas vamos encarar um adversário que tem jogadores interessantes, como o Magrão, que foi meu atleta no São Bernardo, e é perigoso. Vamos precisar de cuidado pra sair com bom resultado de lá”, afirmou o treinador.

ESCALAÇÃO PROVÁVEL

Assumindo que pode fazer um rodízio no time titular, Sérgio Soares terá todos os jogadores à disposição e deve ir à campo com: André Dias; Rubens, Nailson e Lucas Santos; Dênis, Lucas Ybom, Bruno Luiz, Nathan e Gabriel Bonet (Joel); Negueba e Alvinho (Pablo).

“A vantagem é estar sempre com o jogador inteiro, pronto. Mas tira um pouco do entrosamento da equipe. Se você tem em mãos um grupo que possa te dar essa condição de modificar totalmente o time, aí vai de cada um como queira conduzir o trabalho a cada jogo”, completou Soares.