Pirlo diz em entrevista que irá barrar trio da Juventus que furou a quarentena

McKennie, Dybala e Arthur não serão convocados para o derby com o Torino, pelo Campeonato Italiano

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 02 (AFI) - Em coletiva de imprensa, Pirlo informou que os três jogadores envolvidos no evento de quarta-feira à noite, em que violaram as regras anti-COVID, McKennie, Dybala e Arthur, não serão convocados para o derby com o Torino, pelo Campeonato Italiano.

BARRADOS

O treinador da Juventus deixou claro que é uma lição para os jogadores e que deveriam dar exemplo e erraram. Além de serem barrados da partida, os atletas foram multados pela polícia e clube.

Foto: Divulgação / Juventus
Foto: Divulgação / Juventus

"Vou falar agora do que aconteceu na outra noite, e depois pensemos apenas na partida. Os três jogadores não foram convocados para amanhã. Eles voltarão a trabalhar com o tempo, vamos ver quando. De agora em diante, chega desse assunto", disse o treinador.

PEGOS NO FLAGRA

Após estender o estado de emergência até o dia 30 de abril, foram proibidas visitas particulares à outras residências no país. Assim, os atletas da Juventus furaram o código de segurança do país e foram denunciados após reclamações de vizinhos.

De acordo com o jornal Gazzetta dello Sport, as cerca de 20 pessoas que estavam na festa foram multadas pela polícia. O evento foi interrompido pelos policiais por volta de 23h30 (18h30 de Brasília). Segundo o veículo, a festa foi denunciada, provavelmente, por um vizinho do meia norte-americano. Por causa da aglomeração, todos os presentes foram penalizados com um valor em dinheiro.

FESTA CLANDESTINA

Festas em geral são proibidas por todo o território italiano como medida preventiva para combater a pandemia do novo coronavírus. Também ocorre um toque de recolher na Itália, onde pessoas são proibidas de ficar vagando pelas ruas das 22 horas às 5 horas do dia seguinte.

"Não era o momento ideal [para fazer uma festa], até em respeito por quem segue as regras. E também aconteceu dois dias antes da partida, então foi uma decisão para dar um sinal, porque também somos um exemplo e devemos nos comportar como tal", finalizou Pirlo.