Brasileiro e mais dois estrangeiros são flagrados em festa clandestina

Todos foram multados pelos policiais e também pela Juventus, que estuda possíveis sanções disciplinares

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 01 (AFI) - Arthur, Dybala e McKennie foram flagrados em uma festa clandestina na casa do jogador norte-americano na madrugada desta quarta para quinta-feira, na cidade de Piemonte, considerada "zona vermelha", a de mais alto risco de contaminação por Covid-19 na Itália. Todos foram multados pelos policiais e também pela Juventus, que estuda possíveis sanções disciplinares.

PEGOS NO FLAGRA

Após estender o estado de emergência até o dia 30 de abril, foram proibidas visitas particulares à outras residências no país. Assim, os atletas da Juventus furaram o código de segurança do país e foram denunciados após reclamações de vizinhos.

Foto: Divulgação / Juventus
Foto: Divulgação / Juventus

De acordo com o jornal Gazzetta dello Sport, as cerca de 20 pessoas que estavam na festa foram multadas pela polícia. O evento foi interrompido pelos policiais por volta de 23h30 (18h30 de Brasília). Segundo o veículo, a festa foi denunciada, provavelmente, por um vizinho do meia norte-americano. Por causa da aglomeração, todos os presentes foram penalizados com um valor em dinheiro.

Festas em geral são proibidas por todo o território italiano como medida preventiva para combater a pandemia do novo coronavírus. Também ocorre um toque de recolher na Itália, onde pessoas são proibidas de ficar vagando pelas ruas das 22 horas às 5 horas do dia seguinte.

CENÁRIO

Além dos problemas envolvendo Arthur, Dybala e McKennie, que devem ser barrados, a Juventus não poderá contar com o zagueiro Leonardo Bonucci para as próximas partidas. Após voltar da seleção italiana, o jogador testou positivo para Covid-19 e já se encontra em isolamento.

O time de Cristiano Ronaldo voltará à campo neste sábado, no clássico regional contra o Torino. Atualmente, a Juventus ocupa a quarta colocação do Campeonato Italiano, com 55 pontos, 10 a menos do que a líder Internazionale de Milão.