Série B: Bola parada preocupa técnico do Juventude na reta final

O gol do Cuiabá na derrota da última terça-feira saiu em uma cobrança de escanteio

por Agência Futebol Interior

Caxias do Sul, RS, 07 (AFI) - Não é só a possibilidade do Juventude deixar o G4 do Campeonato Brasileiro da Série B no complemento da 33ª rodada que vem tirando o sono do técnico Pintado.

A questão da bola parada vem merecendo atenção especial da comissão técnica. Nos últimos dois jogos, por exemplo, os adversários marcaram gols em cobranças de escanteio.

Pintado quer corrigir o problema da bola parada (Foto: Divulgação/Juventude)
Pintado quer corrigir o problema da bola parada (Foto: Divulgação/Juventude)
Contra a Ponte Preta, o Juventude ainda conseguiu a virada depois de Barreto abrir o placar para o adversário. Na última terça-feira, porém, isso não aconteceu e o time perdeu para o Cuiabá.

"Importante que a gente tenha um pouco mais de atenção na bola parada. Estamos treinando, trabalhando e precisamos consertar isso. Nossa equipe tem clareza do que tem que fazer durante os jogos", disse Pintado.

É TORCER
A derrota para o Cuiabá fez o Juventude estacionar nos 52 pontos e cair para a quarta colocação. Para não deixar o G4 no encerramento da 33ª rodada, o Ju precisa de uma derrota do CSA diante do Figueirense, em Florianópolis.

Na próxima terça-feira, o Juventude faz um duelo gaúcho contra o Brasil de Pelotas, no Estádio Bento Freitas, pela 34ª rodada da Série B do Brasileiro.