Série B: Julinho Camargo critica arbitragem após empate do Juventude

Jogadores e dirigentes também deixaram o campo reclamando de dois pênaltis não marcados

por Agência Futebol Interior

Caxias do Sul, RS, 12 (AFI) - O Juventude fez uma das melhores partidas no Campeonato Brasileiro da Série B na última segunda-feira, mas mesmo assim não conseguiu vencer o Coritiba e ficou no empate por 1 a 1, no Alfredo Jaconi, pela 11ª rodada. E, pelo menos para o técnico Julinho Camargo, um dos "culpados" pelo tropeço foi o árbitro potiguar Caio Max Augusto Vieira.

O técnico Julinho Camargo reclamou de dois pênaltis não marcados a favor do Juventude
O técnico Julinho Camargo reclamou de dois pênaltis não marcados a favor do Juventude
Em entrevista coletiva logo após a partida, Julinho Camargo disse que o juiz "falhou em momentos cruciais" ao não anotar dois pênaltis a favor do Juventude. Ao fim do jogo, o vice-presidente de futebol Jones Biglia não escondeu sua insatisfação com o trio de arbitragem já nos vestiários do Alfredo Jaconi.

"A gente sabia que seria um jogo de dois grandes clubes. Por ser um confronto desse tamanho, a gente espera que o árbitro não erre tanto. Hoje (segunda), ele falhou em momentos cruciais. Só vendo no campo, sem ter visto pela televisão, tivemos dois pênaltis não marcados", apontou o treinador alviverde.

Invicto há oito jogos - três vitórias e cinco empates -, o Juventude não sabe o que é perder desde o dia 28 de abril, quando foi derrotado pelo Avaí, por 3 a 1, no Alfredo Jaconi. A sequência afastou o Ju da zona de rebaixamento e hoje o time figura na nona colocação, com 15 pontos.

 
 
" />