Série C: Com mudanças administrativas e baixas na equipe, Joinville prepara adeus

Com apenas 13 pontos, JEC ocupa a lanterna do Grupo B e não tem mais chances de permanência na divisão

por Agência Futebol Interior

Joinville, SC, 10 (AFI) - A despedida do Joinville do Campeonato Brasileiro da Série C tem tudo para ser melancólica. Com apenas 13 pontos, JEC ocupa a lanterna do Grupo B e já está rebaixado à Série D 2019. Neste sábado, às 17h, em Tombos, o Coelho encara o Tombense. Para a partida, o Tricolor possui algumas baixas no elenco.

O goleiro Emerson, de 36 anos, nesta quinta-feira, solicitou a rescisão contratual e foi atendido. Contratado em fevereiro, fez 14 partidas. Anteriormente, passou por Paysandu, Boa Esporte, Cuiabá, Paulista, Guarani, Mirassol e Atlético de Ibirama.

"A diretoria que assumiu está tentando colocar a casa em ordem. Tenho que agradecer pela paciência da diretoria. A torcida, mesmo na situação ruim, comparecia e ajudava. As coisas não aconteceram do jeito que a gente imaginava, mas fico na torcida para que o clube tenha sucesso, ele merece estar disputando grandes campeonatos e brigando em divisões principais. Ficamos tristes, é uma cidade que ama o clube, o povo gosta. O torcedor está triste e magoado, mas é uma torcida que precisa continuar abrançando o time. Vou continuar na torcida", afirmou.

 André Baumer (Foto: Beto Lima/JEC)
André Baumer (Foto: Beto Lima/JEC)
Outro que deixou o clube foi o zagueiro André Baumer. O defensor de 21 anos estendeu vínculo até dezembro de 2019, mas disputará a temporada 2018/19 pelo Acadêmicos de Viseu, da Segunda Divisão Portuguesa.

Além dos dois, Marlyson, vetado pelo Departamento Médico, não vai ao Interior de Minas. Assim, o goleiro Matheus, o zagueiro Alisson e o atacante Adriano ficam entre os titulares.

Assim, o time deverá ter: Matheus; Saile, Gualberto, Alisson e Gustavo; Michel Schmoller, Tiago Ulisses e Kadu; Zotti; Breno (Jean Lucas) e Adriano.

MUDANÇAS ADMINISTRATIVAS
Buscando a recuperação técnica e financeira do clube, a diretoria do Joinville esteve reunida no início desta semana para oficializar a chegada de um novo diretor que irá auxiliar no processo de planejamento do clube para os próximos anos. Geraldo Ricardo Campestrini será o responsável por reunir-se com cada setor e desenhar os processos internos, visando a melhora na comunicação e a profissionalização da gestão no Tricolor. Em 2013, foi consultor do Palmeiras, mesma função que desempenhou no Santos, em 2016. Ele também foi responsável pelo plano estratégico da Federação Paulista de Futebol entre 2015 e 2016.

“Os clubes que se organizaram de maneira consistente conseguiram resultados antes do previsto, historicamente o Brasil mostra isso. Claro que é importante controlar as expectativas porque nem sempre as ações da gestão e planejamento irão impactar de maneira rápida dentro de campo. Mas, historicamente vemos que a organização de um clube traz bons resultados dentro das quatro linhas”, afirmou.

Além dele, o JEC acertou a contratação de Agnello Gonçalves como o novo gerente executivo de futebol. Ele se destacou como gestor da base do Corinthians, com quem foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em duas oportunidades, mas vinha sendo gerente de futebol no Avaí .

 
 
" />