Eduardo Ramos chega ao Joinville após o Re-Pa de domingo

O ex-meia do Corinthians é bastante aguardado pelo técnico Hemerson Maria

por Agência Futebol Interior

Joinville, SC, 05 (AFI) – O torcedor do Joinville receberá um presente antes mesmo do início da Copa do Mundo. Contratado há um mês, o meia Eduardo Ramos, enfim, será apresentado. Vinculado ao Remo, ele disputa o último jogo pelo clube paraense no próximo domingo, na final do estadual, contra o rival Paysandu.

Como joga no domingo, ele deve chegar no clube catarinense apenas na segunda-feira e logo após a apresentação, sai de recesso, bem como os outros jogadores. O meia, portanto, ainda não estará em campo nesta sexta-feira, quando o Joinville recebe o Luverdense, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Natural de Caçu, no interior goiano, Eduardo Ramos foi revelado pelo Goiás. Depois disso, passou por Grêmio, Atlético Ibirama-SC e Pierikos-GRE. Foi pelo Anápolis-GO, porém, que ele ganhou projeção e acabou contratado pelo Corinthians, em 2008, quando chegou com a receber a alcunha de “Kaká do Cerrado”.

Sem nunca se firmar no Corinthians, o meia acabou emprestado nas temporadas seguintes para Goiás, São Caetano, Sport, Grêmio Barueri e Náutico. Não chegou a ser unanimidade em nenhum destes clubes. Já sem vínculo com o Timão, ainda defendeu Náutico e Paysandu antes de chegar ao Remo.

Hoje, o setor de criação é uma das principais carências do técnico do Joinville, Hemerson Maria. O treinador conta apenas com Marcelo Costa, Gustavo Sauer e Tartá para o setor, sendo que este último ainda não tem características de armador.

PREPARAÇÃO DO JEC
Com a chance de retornar para a vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, o Joinville teve toda a semana sem jogos para treinar. O técnico Hemerson Maria conversou bastante com os seus atletas e no último coletivo esboçou um time bastante ofensivo, com três atacantes.

O técnico tem dois problemas. Lesionados, o lateral-esquerdo Bruno Costa e o meia Marcelo Costa devem ficar de fora e serão substituídos por Bruno Collaço e Harrison, respectivamente.

Mesmo enfrentando um time que ainda não venceu na competição, o time do JEC está bastante focado no que precisa fazer dentro de campo.

“Às vezes é mais complicado jogar com as equipes que estão lá embaixo. Os exemplos vêm dos últimos anos, de tropeçar em pedras pequenas. O Vila Nova não veio para perder o jogo, não veio já acreditando em derrota”, disse o goleiro Ivan.

O Joinville irá a campo com Ivan; Edson Ratinho, Thiago Medeiros, Bruno Aguiar e Bruno Collaço; Naldo, Washington e Harrison; Fernando Viana, Jael e Edigar Júnio.

 
 
" />