Presidente da Inter defende paralisação: "É algo maior do que o futebol"

Lucas D'Andrea não entrou em polêmica e anunciou a suspensão dos trabalhos no Leão

por Agência Futebol Interior

Limeira, SP, 17 (AFI) - O presidente Lucas D'Andrea, em entrevista ao Portal Futebol Interior, defendeu a paralisação do Campeonato Paulista por conta da pandemia do novo coronavírus. Na visão do mandatário, a saúde vem em primeiro lugar em um caso como esse que tem afetado o mundo todo.

JOGO DE EQUIPE CONTRA O CORONAVÍRUS

"Acho que temos que seguir as orientações públicas e mais sensatas, também podemos nos balizar com o exemplo de outras nações sobre o gerenciamento desse grave problema, ou seja, já não é um assunto restrito ao futebol de São Paulo.

É algo muito maior e, como gestores, temos que enfrentar e tomar as medidas cabíveis, assim fazemos em todos os seguimentos que atuamos", falou.

AGUARDA O FUTURO
O presidente ainda revelou que os contratos com os jogadores seguem em vigor, assim como pagamento de salários dos mesmos e funcionários. Ele evitou entrar em polêmica e aguarda uma nova reunião da FPF para definir o futuro do torneio.

Inter de Limeira empatou com o Palmeiras na última rodada do Paulistão
Inter de Limeira empatou com o Palmeiras na última rodada do Paulistão

Confira a nota oficial da Inter de Limeira:

Após a confirmação da paralisação do Paulistão, em reunião realizada na manhã de hoje (segunda) na Federação Paulista de Futebol, as atividades da equipe profissional da Internacional foram suspensas e os atletas liberados até segunda ordem.

Essa medida foi definida entre diretoria e comissão técnica leonina, após recomendações do departamento médico e da própria FPF. Os atletas seguem sob orientações dos profissionais do clube a fim de manterem uma rotina de treinos com baixa intensidade.

Outras áreas do clube também trabalharão em escala reduzida. A loja Leão Mania, a princípio, seguirá com atendimento normal – das 9h às 18h – seguindo todas as recomendações e cuidados no atendimento aos torcedores.

Reiteramos nossa responsabilidade perante a este momento de precaução e reforçamos o apelo para que todos possam seguir as recomendações do Ministério da Saúde e demais autoridades.