Paulista A2: Pintado relembra acesso com a Inter de Limeira em primeiro trabalho

“Foi muito especial. Lembro de tudo muito bem", afirmou o treinador, que comandou o São Caetano no Paulistão de 2019

por Federação Paulista (FPF)

Limeira, SP, 18 - Campeã paulista em 1986, a Inter de Limeira está fora da elite há 14 temporadas. Em 2019, o time tem a melhor oportunidade desde então de conseguir o retorno. Em 2004, a equipe conseguiu pela última vez o acesso à elite, no trabalho de estreia de Pintado como treinador.

Rebaixada em 2003, a Inter de Limeira disputou a Série A2 de 2004 contra outros 15 concorrentes, sendo que apenas o campeão conquistaria o acesso, após três fases de disputa. Para aquele campeonato, o comandante escolhido foi Pintado, campeão da Libertadores e Mundial pelo São Paulo e que havia encerrado a carreira no ano anterior, no Brasiliense.

“Foi muito especial. Lembro de tudo muito bem. A equipe estava montada, mas a empresa patrocinadora, que era italiana, acabou saindo. O presidente da época, Wagner Barbosa, assumiu a responsabilidade e logo na primeira conversa falou que ele iria cumprir o que foi combinado. A partir daí todo mundo se uniu de uma maneira especial e sabíamos que nada poderia dar errado”, relembra Pintado.

QUEM LEMBRA?
A primeira fase do campeonato foi tranquila para a Inter de Limeira. Após completar o turno sem derrota e com seis pontos de diferença para o Nacional, a equipe administrou a vantagem na segunda metade, encerrando na liderança do grupo, com um ponto a mais que o time da capital. A segunda etapa, porém, foi de dificuldade. O time não venceu os quatro primeiros jogos e quase acabou eliminada.

“Tínhamos confiança no que vínhamos fazendo, mas tivemos alguns problemas internos. Os outros times contratando, reforçando, mas nós não tínhamos essa opção por questão financeira. Mas conseguimos administrar e o grupo de jogadores foi especial. O professor Brejão (preparador físico), tinha experiência na divisão e ajudou muito”, conta o treinador.

COMPLICADO
Com apenas três pontos em quatro jogos, o time foi até Birigui na quarta rodada precisando da vitória.

“Esse foi o jogo mais especial. Era uma viagem longa, viagem chata. Na hora de sair, chegou um ônibus que não era muito adequado. Eu falei que não iria viajar naquele ônibus e paguei do meu bolso para que o time fosse no melhor. Falei pro presidente: ‘me paga lá na frente quando subirmos’ e foi o que aconteceu”, revela Pintado.

RETA FINAL
O time venceu o Bandeirante por 1 a 0 e carimbaria a vaga ao fazer 2 a 1 no Botafogo, em Limeira. Classificado para o quadrangular final, a Inter teve como adversários Flamengo, Taubaté e Taquaritinga. O time limeirense venceu os primeiros nas duas rodadas iniciais e largou bem. Contra o Taquaritinga, perdeu fora de casa, mas deu o troco em Limeira.

Na quinta rodada, venceu o Flamengo e garantiu a vantagem de depender apenas de si. A rodada final, porém, foi dramática. A Inter de Limeira jogou em Taubaté, mas acabou derrotada por 2 a 1. O resultado dava chance ao Taquaritinga. O time, porém, foi goleado pelo Flamengo por 4 a 0, e o título e acesso ficou mesmo com a Inter de Limeira.

Foto: Blog do Edmar Ferreira
Foto: Blog do Edmar Ferreira

“Tivemos dificuldades como todas as equipes, mas nenhuma foi tão regular como a Inter no campeonato. Perdemos, mas conseguimos o acesso em que só uma equipe conseguiria. Isso para a gente ficou muito marcado. Até para o próprio clube, pois foi o último acesso (para a elite)”, pontuou.

EQUILÍBRIO
Em 2019, Pintado esteve no comando do São Caetano no Paulistão Sicredi - o time de São Caetano do Sul acabou rebaixado. Ainda na ativa, o treinador disse observar a Série A2 de perto.

“Tenho acompanhado a competição. Vemos o Água Santa, campeonato perfeito, líder geral, chega em um momento, em dois jogos pode perder o acesso. A Inter é guerreira. Joga fora, mas é muito forte quando chega no momento decisivo. Tem uma história que ninguém pode esquecer. A Série A2 é mais difícil que muitos outros campeonatos estaduais na primeira divisão. A torcida é para os que merecem conseguirem o acesso”, finalizou.

SEQUÊNCIA
A Inter de Limeira define o acesso contra o XV de Piracicaba no próximo sábado (20), às 19h, no Barão de Serra Negra. Após empate em 0 a 0 no jogo de ida, quem vencer consegue o acesso. Empate leva a decisão para os pênaltis.

Ruben Fontes Neto, especial para FPF