Copa do Brasil: Inter de Limeira tem 100% da renda do jogo contra o Rio Branco penhorada

O clube informou que uma determinação judicial penhorou a renda do último jogo e irá fazer o mesmo com 30% das rendas do clube na A3

por Agência Futebol Interior

Limeira, SP, 07 (AFI) – A diretoria da Inter de Limeira publicou um esclarecimento sobre a penhora da renda líquida referente à bilheteria do jogo da última terça-feira, contra o Rio Branco-AC, no estádio Major Levy Sobrinho, pela Copa do Brasil. Segundo o time da casa, Oficiais de Justiça estiveram no estádio para cumprir a determinação expedida pela juíza Ana Cláudia Torres Viana de penhorar 100% do lucro obtido na partida.

O clube também informou que, por meio da mesma determinação, todos os jogos a serem realizados no Campeonato Paulista da Série A2, com mando da Internacional, terão penhora de 30% da renda líquida.

A diretoria do clube, em virtude de tal decisão, tornou público e esclareceu ainda que referida penhora se dá mediante a inúmeros processos trabalhistas movidos contra a instituição, e que se referem a gestões anteriores a junho de 2012.

Inter de Limeira tem 100% da renda do jogo contra o Rio Branco-AC penhorada
Inter de Limeira tem 100% da renda do jogo contra o Rio Branco-AC penhorada

“Salienta ainda a atual gestão que tem trabalhado exaustivamente para honrar os atuais compromissos assumidos, bem como de quitar as dividas adquiridas pelas administrações passadas”, afirmou a diretoria da Inter.

Ao fim, a diretoria pediu pelo apoio do torcedor na Série A3 do Campeonato Paulista para que compareçam no estádio nesta temporada, para que a arrecadação sempre cubra as despesas, o quê evitará maiores prejuízos para o clube.

“É hora da nação leonina se unir. Hora do torcedor mostrar que não está junto apenas quando o time entra em campo, algo que tem sido brilhante. É momento também de união pensando num todo, pensando como instituição, para que consigamos seguir no projeto de reconstrução da Inter, algo que tem sido realizado com muito afinco e orgulho por todos nós”, afirmou o presidente da diretoria Paulo Eduardo de Toledo Barros.