Árbitro explica expulsão de Rodinei: "Risco a integridade física"

Rodinei foi expulso ainda aos 3 minutos do segundo tempo

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 22 (AFI) - O árbitro paulista Raphael Claus, da Fifa, detalhou, em súmula, a expulsão de Rodinei na derrota do Internacional, por 2 a 1, para o Flamengo, no domingo, no Maracanã, pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Vermelho polêmico no Maraca. (Foto: Cesar Greco)
Vermelho polêmico no Maraca. (Foto: Cesar Greco)
"Expulsei o senhor Rodinei Marcelo de Almeida, nº 22, da equipe do S.C. Internacional, por jogo brusco grave, atingindo com as travas da chuteira a perna de seu adversário, senhor Filipe Luis Kasmirski, nº 16, da equipe C.R. Flamengo, acima da linha do tornozelo na disputa de bola, torcendo o tornozelo e colocando em risco a integridade física de seu adversário", escreveu o juizão.

Rodinei foi expulso ainda aos 3 minutos do segundo tempo. Os dirigentes do Inter subiram o tom e falaram em "roubo" no Maracanã. Rodinei, que pertence ao Flamengo, só entrou em campo após os gaúchos pagarem R$ 1 milhão aos cariocas.

O Colorado, antes de sonhar, precisa vencer. Só a vitória sobre o Corinthians na quinta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, colocará os gaúchos na briga. Além da vitória, o time do técnico Abel Braga ainda precisará que o São Paulo arranque ponto do Flamengo, líder com 71 pontos, dois a mais do que os gaúchos. E o São Paulo luta por uma vaga na fase de grupos da Libertadores.