Presidente do Inter admite irritação com eliminação e se isenta sobre saída de Coudet

Na noite desta quarta-feira, o Colorado foi eliminado da Copa do Brasil

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 19 (AFI) - Marcelo Medeiros concedeu entrevista coletiva após a eliminação do Internacional na Copa do Brasil na noite desta quarta-feira. O time gaúcho venceu no tempo normal por 1 a 0, mas acabou perdendo nos pênaltis. O presidente admitiu irritação com o revés, mas citou a boa campanha da equipe na temporada 2020.

"Estamos todos irritados, indignados. Mas viemos atrás da classificação, inclusive vencemos o jogo, porém, não tivemos sorte nas cobranças de pênaltis. Vou entregar o clube na série A, brigando pelo Brasileirão.

Mas daqui alguns dias, o clube vai tomar outras direção, já que logo após o jogo contra o Boca, temos a eleição", lembrou o mandatário, citando a eleição presidencial que acontecerá no clube no dia 25 de novembro.

Inter foi eliminado para o América
Inter foi eliminado para o América

ABELÃO ISENTO
O mandatário aproveitou também para isentar o técnico Abel Braga de críticas. Marcelo Medeiros deixou claro que o atual treinador é multicampeão pelo clube e que a saída de Eduardo Coudet foi uma opção do próprio treinador.

''A troca do comando técnico não foi decisão da comissão, foi decisão do profissional. Agora ele está em outro clube. Mas tínhamos uma decisão mata-mata 3 dias depois que ele foi embora, então é isso, agora precisamos seguir.

O Abel é o segundo treinador que mais treinou o Inter, campeão do mundo, tem carinho, se sente em casa. No dia que ele foi anunciado a torcida se manifestou, início de trabalho sempre vai ter tropeço", concluiu.

CONFUSÃO NO FINAL DA DECISÃO EM MINAS

SITUAÇÃO!
Eliminado da Copa do Brasil, o Internacional volta a focar no Brasileirão, onde está na segunda posição, com 36 pontos, dois a menos do que o líder Atlético-MG. O próximo desafio é no domingo, às 18h15, diante do Fluminense, no Beira-Rio.