Clube do Brasileirão chega a acordo e corta 25% do salário dos jogadores

Inter afirma que, com o corte salarial, evitará novas demissão e ainda garante que os funcionários terão carga de trabalho menor

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 13 (AFI) - O Internacional é mais um clube do Campeonato Brasileiro da Série A que passará a faca no salário dos jogadores e dos funcionários. Em acordo fechado pelas partes, o clube cortará em 25% os ganhos dos profissionais.

"O Sport Club Internacional comunica que, conforme a MP 936, acordou com o grupo de jogadores a redução de 25% nos seus vencimentos durante a pandemia do coronavírus. Compreendendo o momento da instituição, os atletas e direção ajustaram os termos em reunião realizada na manhã desta quarta-feira", diz a nota oficial do Colorado.

O Internacional afirma que, com o corte salarial, evitará novas demissão e ainda garante que os funcionários terão carga de trabalho menor por conta do corte salarial.

Treino e redução salarial. (Foto: Internacional / Divulgação)
Treino e redução salarial. (Foto: Internacional / Divulgação)

SEM DEMISSÕES!
"Tal medida evitará suspensões de contrato e novas demissões neste momento. Além disso, o Clube irá realizar a supressão de parte da carga horária do quadro de funcionários, reduzindo, por consequência, 25% dos salários. Profissionais que possuem menores salários terão os pagamentos mantidos na sua integralidade", completa a nota.

O Inter entrou de férias em abril após o Campeonato Gaúcho ser paralisado em meados de março. Na última semana, o Colorado voltou a treinar. O Gauchão, enquanto isso, deverá voltar em agosto, mas sem rebaixamento.

PERDAS!
Anteriormente, o Inter estimou que a crise do coronavírus provocaria perda de receitas de até R$ 100 milhões. Por isso, vem buscando reduzir suas despesas neste ano em 30% - cerca de R$ 110 milhões do que estava previsto no seu orçamento.

Na semana passada, inclusive, o Inter comunicou a demissão de 8% do seu quadro de funcionários. Anteriormente, havia encerrado as atividades do time B e realizado cortes na comissão técnica de Eduardo Coudet e nas categorias de base.