Pressão da torcida e maus resultados derrubam técnico do Brasileirão

O treinador já estava engasgado na garganta da diretoria desde o vice-campeonato da Copa do Brasil

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 10 (AFI) - Chegou ao fim o trabalho de Odair Hellmann no comando do Internacional. O treinador foi demitido na tarde desta quinta-feira, após uma reunião com a diretoria.

Vários fatores somados resultaram a demissão: a pressão por parte da torcida, os maus resultados no Brasileirão - sendo a última a derrota por 1 a 0 para o CSA -, além da perda do título da Copa do Brasil, frente ao Athletico Paranaense, em pleno Beira-Rio.

Odair comandou o time gaúcho em 116 partidas, com 61 vitórias, 27 empates e 28 derrotas, tendo assim 60,34% de aproveitamento. Além dele, o auxiliar Maurício Dulac também deixa o clube. O Internacional terá que arcar com 50% do salário do treinador até o fim de seu contrato, dezembro de 2019.

Odair não é mais técnico do Inter
Odair não é mais técnico do Inter

A mudança no comando já vinha sendo debatida desde o final do jogo contra o CSA, ainda em Maceió. Na ocasião, Roberto Melo deu entrevista falando que o treinador ainda era funcionário do Internacional, mas deixou clara sensação de que uma mudança aconteceria, o que de fato foi confirmada.

A demissão do treinador começou a ficar clara que ocorreria logo após a derrota para o CSA, na capital alagoana, onde o vice-presidente colorado, Roberto Melo, confirmou que uma reunião foi marcada para esta quinta-feira para definir a situação do comandante. "Vamos chegar em Porto Alegre, sentar e conversar sobre o que é melhor para o futebol do clube", avisou.

ADEUS APÓS MARCA HISTÓRICA

E no final da tarde desta quinta-feira, o Inter oficializou a demissão do treinador. Apesar da falta de títulos, Odair completou 20 meses no comando do time em julho passado, se tornando o mais longevo técnico do clube em 40 anos. Ele repetiu um recorde de permanência que havia sido conseguido anteriormente por Rubens Minelli, que fez história com dois troféus do Brasileirão pelo time, em 1975 e 1976, após ter iniciado o seu trabalho no cargo em 1974.

Na nota oficial em que confirmou a saída do técnico, o clube exaltou esta marca de Odair e lembrou que ele também vestiu a camisa do time como jogador, tendo sido campeão gaúcho em 1997.

NOVO TÉCNICO

O Inter também confirmou nesta quinta que Ricardo Colbachini, técnico do time B do clube, vai comandar o treino da equipe profissional nesta sexta-feira, visando a partida contra o Santos, domingo, às 16 horas, no Beira-Rio, pelo Brasileirão. O elenco colorado não treinou nesta quinta, data do seu retorno de Maceió.