Confiante, Uendel evita lamentar Palmeiras como rival do Inter na Copa do Brasil

Lateral não se intimidou pelo fato de ter o difícil rival na próxima fase da competição

por Agência Estado

São Paulo, SP, 10 - Sem um título nacional desde 1992, o Internacional soube, nesta segunda-feira, após sorteio, que vai enfrentar o Palmeiras, atual líder do Campeonato Brasileiro, nas quartas de final da Copa do Brasil. Em entrevista coletiva, o lateral-esquerdo Uendel não se intimidou pelo fato de ter o difícil rival na próxima fase da competição.

"Não tinha muito para onde fugir. São todas grandes equipes. Se não era o Palmeiras, era o Athletico, o Cruzeiro, o Grêmio. É uma das grandes equipes do Brasil hoje, mas os últimos confrontos com eles mostram que foram jogos bastante equilibrados, tanto neste ano quanto no ano passado. Vai passar quem errar menos. No detalhe mesmo", disse o jogador, que destacou a presença de Luiz Felipe Scolari no comando do time palmeirense.

"É treinador que já mostrou que é forte nesse tipo de enfrentamento. Vai ser uma dificuldade a mais para nós. Estamos preparados. Dois anos atrás, pegamos eles (palmeirenses) na Copa do Brasil. Caímos fora pelo gol qualificado. Esse ano não vai ter. A equipe deles está bem no Brasileiro, mas a gente sabe que o mata-mata é diferente", afirmou Uendel.

LEMBRA?
Em 2017, o Palmeiras eliminou o Inter nas oitavas de final do torneio nacional por ter balançado as redes por uma vez no Beira-Rio no confronto de volta do mata-mata, no qual foi derrotado por 2 a 1, depois de ter vencido a partida de ida por 1 a 0, em São Paulo. Agora, porém, não há mais o gol com maior peso fora de casa como critério de desempate em caso de saldo igual após o término dos dois confrontos.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional
Foto: Ricardo Duarte / Internacional
Pelo Campeonato Brasileiro, o Inter vai enfrentar o Bahia, nesta quarta-feira, às 21h30, pela nona rodada, no Beira-Rio. Uendel confia em mais um jogo com grande apoio dos torcedores, que viram a equipe somar quatro vitórias nos quatro jogos disputados no seu estádio nesta edição da competição. "Nos sentimos muito bem jogando em casa, os números mostram isso. Nossa campanha é muito boa. Com apoio do nosso torcedor sempre fazemos grandes jogos aqui. O jogo é difícil, mas temos uma grande expectativa", disse.

FORÇA MÁXIMA?
O técnico Odair Hellmann pôde contar com todos os titulares no treino da tarde desta segunda-feira, quando a equipe realizou o penúltimo trabalho de preparação para enfrentar a equipe baiana. O volante Rodrigo Dourado e o meio-campista Edenilson realizaram corridas em volta do gramado. O último deles sentiu um incômodo na coxa direita na partida diante do Vasco, na última sexta-feira, no Rio, e é dúvida para o confronto desta quarta.

O Internacional é o sétimo colocado no Brasileiro, com 13 pontos, um a menos que o Bahia, que ocupa o sexto lugar. Uma vitória pode deixar a equipe colorada entre os quatro primeiros colocados antes da parada da Copa América, que começa na próxima sexta, no Brasil.