Inter recebe o Bahia em confronto direto para voltar ao pelotão da frente

Colorado busca reabilitação contra os baianos, que não perdem há quatro jogos

por Agência Estado

Porto Alegre, RS, 12 - A derrota para o Vasco em São Januário, em seu compromisso anterior no Campeonato Brasileiro, esfriou os ânimos do Internacional e ainda deixou a equipe gaúcha fora da zona de classificação para a Copa Libertadores. Entretanto, a motivação de um confronto direto na volta ao Beira-Rio, onde espera manter os 100% de aproveitamento na competição na partida contra o Bahia, nesta quarta-feira, às 21h30, pode ser a arma para o time retomar as primeiras posições.

O elenco comandado por Odair Hellmann ocupa atualmente a sétima colocação após oito rodadas, com 13 pontos, um a menos do que os baianos, que estão em sexto e não perdem há quatro partidas na competição, vivendo grande fase sob a liderança do treinador Roger Machado.

"Se o Bahia está na frente, aumenta mais ainda a nossa responsabilidade. Já é um adversário que a gente não deixa desgarrar e ainda joga dois pontos para trás. Aumenta ainda mais o nosso nível de concentração", aposta o volante Rodrigo Lindoso.

Lindoso segue entre os titulares do Internacional contra o Bahia nesta quarta-feira. (Foto: Ricardo Duarte/ Internacional)
Lindoso segue entre os titulares do Internacional contra o Bahia nesta quarta-feira. (Foto: Ricardo Duarte/ Internacional)
Odair não confirmou a escalação da equipe, que tem diversos desfalques para o jogo contra o campeão baiano. Ficam de fora Emerson Santos, suspenso, Rodrigo Moledo e Rodrigo Dourado, lesionados. o lateral-esquerdo Iago, que está com a seleção olímpica, e o atacante Paolo Guerrero, com a seleção peruana na preparação para a Copa América, também não jogam.

A boa notícia é a provável confirmação do volante Edenílson, que saiu no intervalo do confronto contra o Vasco em São Januário sentindo um desconforto muscular na coxa e na última terça treinou normalmente no CT do clube gaúcho.