Justiça da Suíça rejeita novo recurso de Guerrero em caso de doping

Com a decisão do tribunal, composto por cinco juízes federais, Guerrero terá que cumprir a suspensão até o final

por Agência Estado

São Paulo, SP, 07 - O peruano Paolo Guerrero sofreu nova derrota nos tribunais da Suíça. Nesta quinta-feira, o atacante do Internacional teve rejeitado novo recurso para tentar reduzir a suspensão de 14 meses a qual foi submetido por condenação por doping. O Tribunal Federal da Suíça, a suprema corte do país, recusou a apelação do atleta contra as punições aplicadas pela Fifa e pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês).

Com a decisão do tribunal, composto por cinco juízes federais, Guerrero terá que cumprir a suspensão até o final. O que significa se manter ausente de jogos oficiais até 5 de abril. Assim, poderia voltar em uma eventual semifinal do Campeonato Gaúcho ou na fase de grupos da Copa Libertadores.

Guerrero, em razão da decisão judicial desta quinta, segue sem poder defender a seleção do Peru nos amistosos deste mês, contra Paraguai e El Salvador, ambos nos Estados Unidos. As partidas servem de preparação para o time peruano para a disputa da Copa América, em junho, no Brasil.

O atacante do Inter acionou o Tribunal Federal da Suíça para tentar reduzir as punições aplicadas pela Fifa e pela Wada nos últimos meses. Inicialmente, a entidade máxima do futebol puniu o atleta com um gancho de seis meses. Mas Wada não ficou satisfeita e exibiu punição maior. O pedido foi acatado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), que decidiu por um gancho de 14 meses.

Justiça da Suíça rejeita novo recurso de Guerrero em caso de doping
Justiça da Suíça rejeita novo recurso de Guerrero em caso de doping

SEGUE FORA

As suspensões afastaram o atacante dos jogos do Flamengo e também da Copa do Mundo da Rússia. No entanto, um tribunal suíço decidiu suspender provisoriamente a punição para permitir que Guerrero disputasse o Mundial, ao levar em consideração que seria o retorno do Peru ao grande evento após 36 anos.

Com a camisa da sua seleção, ele marcou um gol na vitória sobre a Austrália por 2 a 0. Mas não evitou a eliminação precoce da equipe ainda na fase de grupos. Isso não evitou que Guerrero tivesse que pagar os custos dos processos à Wada, no valor total de 15 mil francos suíços (equivalente a R$ 56 mil).

O atacante peruano foi punido por doping por ter sido flagrado em teste positivo para um metabólito da cocaína em exame realizado em jogo das Eliminatórias da Copa, contra a Argentina, em outubro de 2017. Ele alega inocência e diz que ingeriu um chá contaminado num hotel.