Atacante da Seleção Brasileira adere ao boicote nas redes sociais

Movimento do futebol inglês contra abuso e discriminação online começou nesta sexta-feira, às 11 horas

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 30 (AFI) - O atacante Richarlison, do Everton e da Seleção Brasileira, aderiu ao boicote e ficará 81 horas longe das redes sociais. O movimento do futebol inglês contra abuso e discriminação online começou nesta sexta-feira, às 11 horas (horário de Brasília).

Fora das redes sociais. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Fora das redes sociais. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
"Eu e toda a Premier League estaremos ausentes das nossas redes sociais até a próxima terça, por todas as pessoas que sofrem abuso e discriminação online", escreveu o atleta nas redes sociais.

Antes de Richarlison, outras personalidades do esporte já haviam aderido ao movimento da Premier League. Uefa, Hoffenheim, Lewis Hamilton, Lando Norris, George Russell e Mick Schumacher, da F1, Kai Havertz, do Chelsea, Adam Lallana, do Brighton & Hove Albion, e Wayne Rooney, do Derby County, são outros integrantes do movimento.

Liderado pela Federação Inglesa (FA), o movimento irá até segunda-feira e é contra a discriminação e as ofensas proferidas nas redes sociais contra jogadores, técnicos e outras pessoas ligadas ao futebol. O movimento também cobra providências e fiscalização.