INGLÊS: Pogba decide, United consegue virada histórica e adia título do City

Maior contratação da história do Manchester United, o francês marcou dois belos gols em dois minutos

por Agência Estado

Campinas, SP, 07 - Em uma partida à altura da grandeza de Manchester City e Manchester United, o time do técnico português José Mourinho conseguiu uma virada improvável no segundo tempo e derrotou a equipe do espanhol Pep Guardiola por 3 a 2 na casa do rival, o Etihad Stadium. O resultado adiou o título do City no Campeonato Inglês, que seria conquistado neste sábado, ainda na 33.ª rodada da competição, em caso de vitória.

Quem vê o resultado final sem ter assistido à partida não imagina que o Manchester City dominou o rival completamente na primeira etapa e poderia ter definido o placar nos primeiros 45 minutos. No entanto, depois de abrir 2 a 0, com gols de Kompany e Gundogan, perdeu muitas oportunidades, especialmente com Sterling, e na etapa final simplesmente parou de jogar, permitindo que o Manchester United virasse a partida bravamente, com grande atuação do francês Paul Pogba.

Maior contratação da história do Manchester United, o francês marcou dois belos gols em dois minutos no segundo tempo para empatar a partida e viu Smalling fazer o terceiro pouco tempo depois para virar o jogo e sacramentar o grande triunfo e derrubar uma invencibilidade mais de um ano do Manchester City jogando dentro de casa.

Mesmo com a virada heroica conquistada no campo do rival, o Manchester United ainda está longe do líder Manchester City. Foi aos 71 pontos e agora está a 13 do time de Pep Guardiola, que, por sua vez, sofreu o segundo revés na competição e precisa de seis pontos nos últimos cinco jogos para levantar a taça.

Resta saber se a derrota de virada para o rival de Manchester influenciará na atuação do Manchester City na dura missão diante do Liverpool, nesta terça-feira, quando os comandados de Pep Guardiola precisam vencer o confronto de volta pelas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa por quatro ou mais gols de diferença, já que perderam o jogo de ida por 3 a 0.

O primeiro tempo do Manchester City fez jus à campanha quase perfeita que os comandados de Pep Guardiola vêm fazendo no Campeonato Inglês. Mesmo sem alguns titulares como De Bruyne e Gabriel Jesus, poupados para chegarem inteiros no duelo decisivo da Liga dos Campeões, não deixou o Manchester United respirar, com volume de jogo muito grande, dominante posse de bola costumeira e varias finalizações ao gol de De Gea.

Em seis minutos, duas destas finalizações venceram o goleiro espanhol e colocaram o Manchester City com boa vantagem no placar. O primeiro gol foi marcado aos 24 pelo zagueiro Kompany, que subiu com autoridade para cabecear com violência e abrir o placar. Aos 30, Gündogan deu um belo giro em cima de Matic dentro da área e bateu no canto para ampliar.

Depois dos gols, o time de Pep Guardiola não diminuiu o ritmo e teve pelo menos quatro chances para deixar o placar ainda mais dilatado. Não fosse a má pontaria de Sterling, que perdeu três chances claras de marcar, o Manchester City poderia descer para o vestiário com uma goleada histórica sobre o rival.

VIRADA!
No segundo tempo, entretanto, tudo mudou. Criticado por parte da torcida e por ex-jogadores ingleses como Paul Scholes e Frank Lampard, Paul Pogba entrou em cena e marcou dois gols em dois minutos para deixar tudo igual e mudar completamente o cenário da partida. Destaque para o primeiro tento, marcado aos sete minutos, em que ele recebeu belo passe de peito de Matic dentro da área e finalizou com categoria na saída do goleiro brasileiro Ederson. No segundo, começou a jogada abrindo para o chileno Alexis Sánchez, que cruzou na medida para o meia francês cabecear no canto direito.

Os gols de Paul Pogba causaram impacto no Manchester City, que viu o adversário crescer na partida e sofreu com os contragolpes geralmente armados por Alexis Sánchez. Autor da assistência para o segundo gol do francês, o chileno também foi decisivo no terceiro gol, o da virada, ao cobrar falta fechada no meio da área. Smalling apareceu livre para completar para o gol de perna direita, consumar a virada e impedir a festa do arquirrival.

No final do jogo, Pep Guardiola colocou Gabriel Jesus, De Bruyne e Sergio Aguero em campo, mas não teve sucesso. Quem mais uma vez ficou perto de marcar foi Sterlling, que desviou cruzamento de Sané meio sem querer e viu a bola bater no pé da trave esquerda de De Gea. Após o apito final, os jogadores do Manchester United comemoraram o resultado como se fosse um título.

Confira os resultados da 33ª rodada
Everton
0
x
0
Liverpool
Bournemouth
2
x
2
Crystal Palace
Brighton
1
x
1
Huddersfield Town
Leicester City
1
x
2
Newcastle
Stoke City
1
x
2
Tottenham
Watford
1
x
2
Burnley
West Bromwich
1
x
1
Swansea
Manchester City
2
x
3
Manchester United
Próximos Jogos
Arsenal x Southampton
08/04/2018 10:15
Chelsea x West Ham
08/04/2018 12:30
Próxima RodadaVeja a Classificação!
 
 
" />