Reunião deve definir futuro de clube eliminado na terceira fase da Segundona

O presidente Robson Sillmann e o técnico Jorge Parraga não sabem se vão continuar no Independente

por Edmar Ferreira

Limeira, SP, 23 (AFI) - O presidente do Independente, Robson Sillmann, e o técnico Jorge Parraga vão se reunir nesta terça-feira para fazer um balanço sobre a Segundona Paulista.

O Independente venceu o Amparo, de virada, no domingo, por 3 a 2, mas não avançou para as quartas de final porque o Paulista perdeu para o Assisense por 2 a 1, em Jundiaí.

Entre os assuntos a serem tratados está a permanência de ambos para a temporada 2020. Sillmann disse que só tentará a reeleição se conseguir apoio de empresários e que esse ano foi muito difícil.

Confirmou que os jogadores e a comissão técnica estão com dois meses de salários atrasados, mas que pretende quitar tudo, encerrando sua gestão sem dívidas, como sempre prometeu nas entrevistas.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
O próprio Parraga disse após a desclassificação no domingo que pretende ficar, fazendo um planejamento mais longo para o próximo Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O clube disputará a Copa Ouro em outubro.

Alguns jogadores com potencial para futuras negociações devem estender o vínculo com o Independente, para que o clube possa fazer um caixa. A meta é encaixar os destaques desta temporada em avaliações em times grandes, como aconteceu com o zagueiro Mikael, que está na base do Atlético-MG.

Alguns jogadores do Independente já estão na mira, casos dos laterais Gabriel e Kaio, do volante Gustavo Gomes e do atacante Lucas Mineiro.

Sillmann lamentou a desclassificação nesta terceira fase da Segundona e não poupou críticas ao Paulista, que perdeu para o Assisense por 2 a 1, em pleno Jayme Cintra.

“Eles estavam com medo da gente e escolheram o adversário. Mas pelas dificuldades que enfrentamos, até que fomos longe demais. Nosso elenco merece os parabéns. Tiro o chapéu para todos eles. Foram garotos de muita fibra e determinados. Esqueceram os problemas financeiros e honraram a camisa do clube”, elogiou.