Xii! Zagueiro do Guará pode pegar gancho pesado por quebrar perna

por Agência Futebol Interior

Guaratinguetá, SP, 17 (AFI) - O zagueiro Júlio César, do Guaratinguetá, será julgado nesta sexta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), pelo lance em que quebrou a perna do atacante William, no duelo contra o Santo André pela Série B, correndo o risco de pegar um gancho pesado.

Veja também:
Craque brazuca do Milan estaria com musa do nado sincronizado

O jogador foi denunciado no artigo 254 (praticar jogada violenta) do Código Brasileira de Justiça Desportiva (CBJD), e pode ser suspenso pelo mesmo tempo que o atleta atingido ficar afastado dos gramados por conta da lesão, respeitando o prazo máximo de 180 dias.

Júlio César não foi expulso devido ao lance, mas infringiu uma séria lesão em William, que fraturou ossos da tíbia e da fíbula. O jogador lesionado só deverá retornar aos gramados dentro de seis meses. O árbitro Rodrigo Braggheto, que apitou a partida e não deu o cartão vermelho para o defensor do Guará, também foi denunciado pelo STJD.

O profissional do apito responderá por infrações nos artigos 259 (deixar de observar as regras da modalidade) e 260 (omitir-se no dever de prevenir ou de coibir violência), podendo ser suspenso por até seis meses. O erro também pode doer no bolso, já que a punição também prevê multa de até R$ 1 mil.

Acompanhe o Futebol interior também pelo twitter