Multados, brigões do Guarani se desculpam e aparecem juntinhos e sorridentes

No domingo, Bidú e Rodrigo Andrade trocaram socos em pleno campo do Brinco de Ouro da Princesa

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 04 (AFI) - Assim como em uma comédia pastelão, Bidu e Rodrigo Andrade voltaram a atrair a atenção de todos nesta terça-feira no estádio Brinco de Ouro. Não por causa dos socos, como visto no domingo, mas por causa da cena, com cheiro de encenação, que protagonizaram na sala de imprensa do Guarani.

Os dois estavam sorridentes e até se abraçaram como forma de mostrar que a briga em pleno campo do Brinco de Ouro da Princesa já era coisa do passado. Eles quiseram mostrar que naquele pastelão havia um final feliz. (Fotos: Thomaz Marostegan - GFC)

Amigos para sempre? (Foto: Divulgação)
Amigos para sempre? (Foto: Divulgação)

"Queria pedir desculpa a todos: Guarani, torcida, desde o segurança, até a tia da cozinha. Agi muito na emoção do jogo, muita vontade de ganhar, mas não vai mais acontecer, o Bidu foi um dos caras que eu mais me identifiquei no clube e foi só um momento de jogo que não deveria acontecer", disse Rodrigo Andrade.

QUEM COMEÇOU?
Na súmula do árbitro Thiago Lorenço de Mattos, Andrade apenas revidou os socos dados por Bidu ao término da vitória bugrina por 2 a 1 sobre o Novorizontino. Os dois foram expulsos.

"Gostaria de pedir desculpas para a Nação Bugrina, ao clube, instituição Guarani, pelo fato ocorrido. Foi um lance específico, teve uma cobrança da equipe toda por ser final de jogo, eu estava estressado, também no calor do jogo, querendo ganhar, era uma partida muito importante para nós. Agi de uma forma sem pensar, de cabeça quente. Quero pedir desculpa a todos, além de um companheiro de equipe, é um amigo pessoal", começou Bidu.

"Pedir desculpa para a Nação Bugrina pela minha atitude, sou um cara de cabeça fria, no momento não soube me controlar, é pedir desculpa por aquele momento que não envergonha só a mim, mas também ao clube todo.

Tudo já foi resolvido, o clube tomou medidas, recebemos multas, vamos doar cestas básicas. Tenho certeza que não só eu, mas também o Rodrigo, quando estiver em campo, vai procurar honrar a camisa do Guarani da melhor forma", completou ele.

PUNIDOS!

Apesar de toda a cena para os fotógrafos, a dupla de brigões foi punida. De forma branda, diga-se de passagem. Afinal, lesaram o clube pela imagem que correu o país e também por serem desfalques no dérbi 199, o jogo mais importante do ano.

Segundo o Guarani, eles foram penalizados com multa e distribuição de cestas básicas.Os valores e quantidades não foram divulgados.

Apesar da treta, o Guarani se manteve na vice-liderança do Grupo D, agora, com 14 pontos, a três do líder Mirassol e a quatro do Santos, terceiro colocado.

Com a expulsão, os dois são desfalques certos para o dérbi da próxima quarta-feira, às 21 horas, contra a rival Ponte Preta no Moisés Lucarelli, em Campinas, pela sexta rodada do Paulistão.

O Dérbi é considerado um jogo especial para o rivais campineiros. Por isso mesmo, se o Guarani ganhar, com certeza, tudo que aconteceu vai ser esquecido rapidamente. Mas se o time perder, os dois nunca serão perdoados pela torcida.