Com Felipe Conceição, Guarani supera aproveitamento da Chapecoense e mira o G4

Com Felipe Conceição são seis vitórias, dois empates e apenas uma derrota - aproveitamento de 74%

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 30 (AFI) - É inegável a recuperação do Guarani na Série B do Campeonato Brasileiro. E um dos principais fatores foi a chegada do técnico Felipe Conceição. Com ele, o desempenho do clube paulista supera o aproveitamento da Chapecoense. Apostando nisso, o Bugre mira o G4.

Na décima partida sob o comando do ex-técnico do Red Bull Bragantino, o time de Campinas visitará o ameaçado Náutico nesta terça-feira, às 19h15, nos Aflitos, em Recife, pela 25ª rodada. Com Felipe Conceição são seis vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Aproveitamento de 74%. A Chapecoense, por exemplo, lidera com 65,3%.

"Realmente abrimos uma vantagem grande da zona de rebaixamento. Isso nos permite olhar para outros objetivos sim, mas a situação do jogo a jogo vai continuar. Meu olhar agora é para o Náutico terça-feira, trabalhar bastante (...) para que a gente possa fazer uma boa partida contra o Náutico e buscar a vitória novamente", analisou Conceição.

"Tigrão" foi o principal reforço do Bugre. (Foto: Daniel Chiesa e Rafael Fernandes / Guarani)
TURMA DE VOLTA!

Ele terá reforços defensivos para o duelo em Pernambuco. Os zagueiros Romércio e Wálber voltam de suspensão nas vagas de Victor Ramos e Bruno Silva. Ainda no sistema defensivo, mas na lateral esquerda, Bidu é outro que ficou por três amarelos e, agora, pega o lugar de Eliel.

Outras duas novidades são os meios-campistas Rickson e Lucas Crispim que também voltam de suspensão. O primeiro ficará como opção, enquanto Crispim deverá entrar na vaga de Arthur Rezende.

O Guarani, que já esteve na degola, desbancou a Chapecoense na rodada passada por 2 a 0, além de ter registrado a terceira vitória seguida e o quinto jogo sem derrota. O clube paulista está em décimo lugar com 34 pontos, a seis do G4.

GUARANI - Gabriel; Cristovam, Romércio, Wálber e Bidu; Marcelo, Lucas Crispim e Murilo Rangel; Pablo, Junior Todinho e Bruno Sávio.