Presidente do Guarani ameniza investida do Santos em Bidu: 'Nenhuma preocupação'

Promessa da base, lateral-esquerdo tem contrato com o Bugre até 28 de março de 2022

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 09 (AFI) - Ricardo Miguel Moisés, presidente do Guarani, descartou qualquer possibilidade de saída iminente de Bidu ao Santos.

Apesar das sondagens realizadas pelo Peixe, Bugre garante que lateral-esquerdo, cria das categorias de base, continua integrado ao elenco dirigido pelo técnico Thiago Carpini para sequência da temporada.

"Não existe nenhuma preocupação com a saída dele neste momento, muito menos qualquer negociação. Então o Bidu segue. Ninguém precisa se preocupar com relação a esse assunto", assegurou o mandatário, em coletiva de imprensa.

Alvo do Santos, Bidu continua no Guarani, garante presidente - David Oliveira / Guarani FC
Alvo do Santos, Bidu continua no Guarani, garante presidente
REUNIÃO

Principal responsável pelo Conselho de Administração, Moisés se reuniu, na última terça-feira, com Lucas Andrino e Roberto Graziano, empresários de Bidu, no Brinco de Ouro da Princesa.

Apesar do encontro presencial em Campinas, mandatário assegura que o camisa 20 não foi pauta da conversa.

"Na terça-feira, esteve, sim, no Guarani não só o Lucas Andrino, como o senhor Roberto Graziano também. Existem diversos assuntos ligados entre Guarani e MMG. O Bidu não foi pauta dessa reunião. Ele teve o seu contrato no início do Campeonato Paulista", pontuou Ricardo.

MAIS

Após sucesso na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2019, o então presidente Palmeron Mendes Filho fixou multa rescisória no contrato de Bidu: R$ 8 milhões para o mercado nacional e 20 milhões de euros - R$ 116 milhões pelo câmbio atual - ao exterior.

O time campineiro é dono de 60% dos direitos econômicos do jogador, vinculado até março de 2022.

Promovido ao elenco profissional na temporada anterior, garoto soma dez participações oficiais e um gol marcado pelo clube campineiro.

Nesta edição do Campeonato Paulista, lateral foi titular nas seis primeiras rodadas na vaga de Thallyson, mas perdeu a posição graças à lesão muscular no aquecimento do jogo contra o Palmeiras, em fevereiro.