Paralisação faz Guarani limpar Departamento Médico para sequência da temporada

Bruno Lima e Igor Henrique ficam à disposição do Bugre após reinício dos treinos

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 19 (AFI) - A pausa do calendário em virtude da pandemia do novo coronavírus serviu para aliviar o Departamento Médico do Guarani.

Lotado nos dois primeiros meses da temporada, o setor foi esvaziado neste período de inatividade esportiva, o que garante força máxima ao técnico Thiago Carpini quando os treinamentos forem retomados no Brinco de Ouro da Princesa.

Raí Cruz, à esquerda, é o chefe do DM do Guarani - Letícia Martins / Guarani FC
Raí Cruz, à esquerda, é o chefe do DM do Guarani
Por conta do crescimento da doença no país, ainda não há prazo para que os jogadores se apresentem ao Bugre - o último jogo foi disputado há mais de dois meses, em 16 de março.

Os casos mais preocupantes, antes do problema de saúde mundial, eram o zagueiro Bruno Lima, praticamente recuperado de cirurgia nos ligamentos do joelho, e o volante Igor Henrique, livre de lesão muscular na coxa.

No início deste ano, o time campineiro sofreu com perdas importantes no time titular em virtude de problemas musculares: casos do lateral-esquerdo Thallyson, dos meias Giovanny e Lucas Crispim e dos atacantes Júnior Todinho e Rafael Costa.