Cauteloso, Guarani descarta reforços durante pandemia do coronavírus

Prioridade do Bugre é renovar os contratos do lateral-esquerdo Thallyson e do atacante Júnior Todinho

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 25 (AFI) - Precavido diante das dificuldades econômicas proporcionadas pela pandemia do coronavírus, o Guarani descarta anunciar reforços enquanto não houver confirmação do reinício do Campeonato Paulista.

Com queda natural de receitas e orçamento mais curto, Bugre trabalha nos bastidores para viabilizar a permanência do lateral-esquerdo Thallyson e do atacante Júnior Todinho, cujos acordos venceram no último dia 30 de abril, para fechar o ciclo de renovação durante a quarentena.

Diretoria do Guarani descarta reforços durante a pandemia - David Oliveira / Guarani FC
Diretoria do Guarani descarta reforços durante a pandemia

"Então, de imediato, não existe nenhuma contratação. Não se fala em contratação aqui. Existe, sim, um monitoramento do mercado e um monitoramento de atletas. Tão logo as competições retornem, a gente vai no mercado reforçar o elenco para o Campeonato Brasileiro", assegurou o presidente Ricardo Miguel Moisés, em entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.

"Isso será somente após o retorno do Campeonato Paulista e depois de uns 15 dias para que, pelo menos, o torneio possa acontecer. É ter a segurança que o Campeonato Brasileiro também vá acontecer", emendou o mandatário.

CIRÚRGICO

Com elenco enxuto, mas bem organizado durante o Estadual, o Guarani promete buscar peças pontuais no mercado.

As prioridades do clube campineiro são um meio-campista e um atacante, além de outras posições apenas em caso com custo-benefício favorável.