Ídolo do Guarani, Fumagalli cita Carpini e dispara: "Não temos um relacionamento"

O treinador ainda não comentou sobre a polêmica envolvendo o ex-meia e dirigente

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 07 (AFI) - Um dos maiores ídolos da história do Guarani, José Fernando Fumagalli revelou certa mágoa ao falar do técnico Thiago Carpini. O ex-meia evitou falar sobre os acontecimentos, mas deixou claro que a amizade ruiu após divergências durante a passagem do treinador pelo Brinco de Ouro da Princesa.

"Olha, eu não queria nem tocar neste assunto (relação pessoal com Thiago Carpini). Eu acho que é uma coisa íntima nossa. Eu não posso negar que fiquei chateado, sim, com algumas situações que aconteceram. Carpini tem o modo dele de pensar e o modo dele de agir. Ele acha que, de repente, tem que ser dessa maneira e eu acho que não", falou Fumagalli, à Rádio Central de Campinas.
"Vida que segue, cara. Nós tínhamos um relacionamento bom, mas hoje nós não temos relacionamento nenhum. Vida que segue. Eu torço para que ele faça o melhor para o Guarani e torço para que ele deslanche na carreira como treinador", completou.
Fumagalli, ídolo do Guarani
Fumagalli, ídolo do Guarani

VEIO AO BRINCO!

Fumagalli revelou ainda que foi um dos responsáveis pela contratação de Carpini pelo Guarani. Ele foi auxiliar de Umberto Louzer e acabou sendo efetivado no cargo, realizando, inclusive, campanha interessante no Campeonato Paulista.

"Agora uma coisa é certa, né? Eu ajudei muito o Carpini a vir para o Guarani. Na ida dele, eu liguei para ele, falei com a esposa dele, inclusive. Nós acabamos trazendo naquele momento, porque existia um lastro de amizade", declarou.

"Como você mesmo falou, nós éramos amigos. Depois, veio a parte profissional. Era esperado que ele poderia acrescentar bastante como acrescentou. Agora, segue a vida dele, eu vou seguir a minha", concluiu.

PAULISTÃO

O Guarani ocupa a segunda posição do Grupo D, com 16 pontos, um atrás do Red Bull Bragantino e cinco à frente do Corinthians.